Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Junho de 2024

Sidrolandia

Parto de emergência salvou bebê de grávida que morreu de gripe suína

Ainda conforme o médico, foi coletado material para fazer exame na criança, para saber se ela está com o vírus da gripe

Campo Grande News

30 de Junho de 2012 - 15:40

Parto de emergência salvou o bebê da grávida de 25 anos que morreu de gripe suína nesta quinta-feira (28) no HR (Hospital Regional), em Campo Grande.

De acordo com o diretor técnico do hospital, Alexandre Frizzo, o bebê continua na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal, mas o quadro clínico dele é estável.

“O bebê, que nasceu de 8 meses, já está respirando sem a ajuda de aparelhos", disse, acrescentando que ele já saiu da fase crítica.

Ainda conforme o médico, foi coletado material para fazer exame na criança, para saber se ela está com o vírus da gripe. A vítima, que não teve o nome divulgado, não fazia acompanhamento pré-natal e não foi vacinada na última campanha de imunização.

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), esta é a terceira morte provocada pela gripe em Mato Grosso do Sul este ano.

Até o fim da tarde de ontem (29) o Estado contava com 100 notificações, dessas 89 em Campo Grande, 4 em Dourados, uma em Eldorado, duas em Coxim e quatro em Maracaju.

Os casos investigados são 25 em Campo Grande, dois em Dourados, um em Eldorado, dois em Coxim e um Maracaju.

Em Dourados, outra mulher morreu nesta quinta-feira com sintomas da doença. Ivonita Moreno, de 49 anos, estava internada no Hospital da Vida. A Secretaria Estadual ainda não tem confirmação do óbito.

Primeiras mortes - As outras duas mortes por H1N1 foram de André dos Santos Fróis e de outro jovem, que não teve o nome divulgado, ambos de 27 anos. André morreu no dia 11 de junho na Santa Casa após ficar internado por 30 dias. O outro morreu depois de 20 dias internado no Hospital da Unimed.