Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 23 de Junho de 2024

Sidrolandia

Polícia de MG quer colocar Bruno e outros suspeitos frente a frente

No Rio, uma ex-amante de Bruno confirmou que cuidou do bebê - que pode ser o de Eliza

G1

23 de Julho de 2010 - 07:22

 O Ministério Público divulgou na noite de quinta-feira, 22, que autorizou a acareação entre o menor e os outros suspeitos de participação no desaparecimento de Eliza Samudio. O pedido feito pela polícia depende ainda da aprovação de um juiz.

        Mais cedo, em Contagem, na Grande Belo Horizonte, Macarrão, Bola, Bruno e o primo dele, Sérgio, participaram de uma audiência que apura o envolvimento do adolescente no crime.

        A audiência não pode ser filmada. O juiz ouviu cada suspeito separadamente. O menor ficou com a mãe, no fundo, protegido por uma divisória - e não falou.

        Os três principais suspeitos - Bruno, Macarrão e o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos - mais uma vez ficaram em silêncio. Apenas Sérgio resolveu falar: disse que o menor participou do sequestro de Eliza.

        O primeiro a deixar o prédio foi o goleiro. Macarrão, Bola e Sérgio vieram em seguida. E, por último, o menor.

        No Rio, uma ex-amante de Bruno confirmou que cuidou do bebê - que pode ser o de Eliza. E disse que quando começaram as suspeitas envolvendo o goleiro no desaparecimento, Fernanda teria perguntado para o goleiro se ele estava envolvido.

        “’Bruno você tem alguma coisa com isso?’ E ele falou: ‘Não. Acredita em mim, Fê. Eu não seria louco de fazer alguma coisa com essa menina tendo em vista que já aconteceu um episódio de ela ter me denunciado meses atrás. O primeiro suspeito seria eu. Se acontecesse alguma coisa com ela’”, afirmou Fernanda Gomes Castro.