Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 23 de Abril de 2024

Sidrolandia

Policiais civis envolvidos em tortura são expulsos do governo

Demissão está no Diário Oficial de hoje

Campo Grande News

06 de Julho de 2011 - 10:47

Envolvidos em tortura, os policiais civis Iraceno Teodoro Alves Neto e Rubens Baptista Filho, foram expulsos do quadro de pessoal do governo do Estado.

A demissão deles, assinada pelo governador André Puccinelli, está publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial do Estado.

Ambos foram presos em 2007, na operação Xeque-Mate, que desmantelou quadrilhas de exploração de jogos de azar.

Interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal revelaram que os policiais aproveitavam-se da função pública, praticavam tortura e extorsões.

Além disso, facilitavam a exploração de jogos de azar e o desmanche de veículos furtados, tudo mediante o recebimento de propina. Também agenciavam serviços advocatícios no distrito policial, visando se beneficiar de parte dos honorários auferidos pelo defensor.

Eles também são apontados como autores de tortura a um adolescente, em 2005, em Três Lagoas, com o objetivo que confessasse envolvimento em roubo ao posto de combustíveis que trabalhava.

Em novembro do ano passado o STF (Supremo Tribunal Federal) negou habeas corpus em caráter liminar a Iraceno. O mérito do pedido ainda não foi julgado.