Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 20 de Junho de 2024

Sidrolandia

Ponta Porã perde um grande, símbolo de sua história

Na política sempre foi muito ativo, tendo exercido vereador no período de 1953 a 1955 e prefeito em duas gestões (1959/1962) e (1967/1970)

Denilson Pinto

10 de Julho de 2012 - 09:53

Centenas de pessoas compareceram ao velório e enterro do ex-prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo, 98 anos. Várias autoridades fizeram questão de prestar as últimas homenagens, entre eles o prefeito Flávio Kayatt e ex-prefeito Carlos Froes. “O Hélio foi prefeito duas vezes e por meio de sua administração realizou importantes obras que contribuíram para o desenvolvimento de nossa cidade”, ressaltou Kayatt.

“O Hélio foi um dos pioneiros de nossa cidade. Um exemplo para os atuais políticos. Perdemos um grande companheiro. Ele sempre um homem de palavra. Ele atendia todos muito bem”, afirmou o ex-prefeito Carlos Froes.

História, Nascido em Dourados, Hélio Peluffo foi casado com Fidelina Mendoza, que acabou falecendo em 1983. Deste matrimônio nasceram os filhos Hélio Peluffo Filho e Elpídio Peluffo Sobrinho. Casou-se pela segunda vez com Ilma Marques Peluffo, no dia 23 de dezembro de 2005.

Formou-se em Farmácia Bioquímica no Rio de Janeiro. Chegou a trabalhar com Darci Vargas, mulher do presidente Getúlio Vargas. Foi proprietário da primeira farmácia de Ponta Porã (Estrela), no período de 1946 a 1.980.

Na política sempre foi muito ativo, tendo exercido vereador no período de 1953 a 1955 e prefeito em duas gestões (1959/1962) e (1967/1970). Foi subdelegado fazendário entre 1971 a 1980 e conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (1980/1986), quando finalmente aposentou-se.