Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 21 de Abril de 2024

Sidrolandia

Ponta Porã pode perder base da Força Nacional, depois de milhões investidos

Campo Grande News

18 de Junho de 2011 - 11:53

Ponta Porã pode perder a base da Força Nacional de Segurança. Segundo o site Mercosul News, a devolução da estrutura ainda não foi oficializada, mas o comando já teria sido avisado de que deve desocupar as instalações em que se encontra a tropa.

Em 2009 foi autorizada a instalação da base em Mato Grosso do Sul, para desenvolver a missão de vigiar a região de fronteira, combater o tráfico de armas e drogas e diminuir a violência.

O grupamento aéreo da Força Nacional foi instalado no Assentamento Itamarati, como primeiro passo para política definitiva de segurança pública na região de fronteira.

Com investimento de R$ 160 milhões, a nova unidade da Força Nacional no Assentamento Itamarati vai ocupar uma área de 34,5 hectares cedida pela INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

A cessão também causou polêmica na época, porque movimentos sociais cobravam a área para assentamento de famílias sem-terra.

O Ministério Público Federal em Ponta Porã instaurou inquérito e pediu a anulação do processo de repasse da área.

O procurador Luís Cláudio Senna Consentino alegou que a cessão da área em princípio, parecia "um desvirtuamento da destinação das terras desapropriadas por interesse social para fins exclusivos de reforma agrária, uma vez que a construção da base aeroespacial não trará melhoria na qualidade de vida e de produção dos trabalhadores rurais assentados no Itamarati, além de frustrar a destinação originária das terras desapropriadas, que é a implementação da Política Nacional de Reforma Agrária".