Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 23 de Maio de 2024

Sidrolandia

Ponta Porã terá US$ 6,1 milhões para esgoto

Está prevista a construção de quase 80 quilômetros de rede coletora, a realização de cerca de 5,6 mil conexões domiciliares

Assomasul

12 de Agosto de 2010 - 14:35

O sistema de esgoto de Ponta Porã (cidade distante 329 quilômetros a sudoeste de Campo Grande) foi aprovado na mais recente reunião do Conselho de Mercado Comum, realizada ontem.

Os investimentos são de US$ 6,1 milhões, a maior parte (US$ 4,5 milhões) da proposta financiada pelo Focem (Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul). O restante será pago com recursos do governo do Estado.

Está prevista a construção de quase 80 quilômetros de rede coletora, a realização de cerca de 5,6 mil conexões domiciliares, além de construção e instalação de estações de tratamento de esgoto.

A senadora Marisa Serrano (PSDB), integrante do Parlamento do Mercosul, destacou, via assessoria de imprensa, as vantagens do projeto, como o aumento da qualidade de vida da população, que será beneficiada com a coleta e o tratamento do esgoto. “Atualmente, a maior parte da população de Ponta Porá, não usufrui de sistema de coleta e tratamento de esgoto.

Os moradores usam fossas e sumidouros, muitas vezes em locais inadequados, o que facilita a contaminação do solo e das águas superficiais e subterrâneas.

Só 10% do povo têm coleta de esgoto, mesmo assim, sem tratamento. A implantação do saneamento básico na cidade é, portanto, um grande ganho para a população e para o meio ambiente.”

Focem

Craido em 2004, o Focem recebe recursos das nações do Mercosul e tem o objetivo de promover a convergência estrutural, desenvolver a competitividade, favorecer a coesão social, em particular das economias menores, e fortalecer a estrutura institucional e o processo de integração entre os Estados Partes do Mercosul.

O montante dos recursos que o fundo possui chega a US$ 100 milhões