Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 25 de Fevereiro de 2024

Sidrolandia

Prefeito afirma que população precisa se conscientizar sobre riscos da dengue

Assim como em várias cidades de Mato Grosso do Sul, Corumbá está em alerta e intensifica as ações para eliminar criadouros do mosquito.

Diário

04 de Janeiro de 2013 - 15:11

O período de chuvas e o calor trazem preocupação com a Saúde, principalmente, no que se refere à proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue. Assim como em várias cidades de Mato Grosso do Sul, Corumbá está em alerta e intensifica as ações para eliminar criadouros do mosquito.

A possibilidade de uma epidemia da doença na cidade mobiliza as autoridades em saúde do município e novas ações de caráter mais incisivo estão sendo cobradas. Elas vão ser acompanhadas de perto pelo prefeito Paulo Duarte, que afirmou que o problema se acentua pela falta de conscientização da população.

"A gente percebe que muito do lixo que é retirado, muitos desses eventuais focos do mosquito, estão dentro das residências", disse ao comentar que já realizou reuniões com representantes do setor da saúde para, além dos mutirões de limpeza, tomar outras medidas emergenciais e eficazes para a redução dos criadouros do mosquito da dengue.

O novo chefe do Executivo municipal disse que o LirAa (Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti) deve ser concluído nesta sexta-feira e os resultados serão importantes ferramentas para nortear as ações de combate à doença no município, que fechou 2012 com cerca de 1.800 notificações e aproximadamente 500 casos confirmados.

"Vamos fazer mega operações e através do LirAa, identificar em quais bairros há uma maior incidência para que a gente faça a atuação de forma planejada onde existe um índice maior de infestação", disse.

"Vamos fazer a nossa parte, agora não adianta somente a Prefeitura fazer, como tenho falado e vou continuar falando, afinal toneladas e toneladas de lixo foram retiradas de terrenos e algumas até de residências, por isso temos que trabalhar muito a conscientização das pessoas. Temos que nos conscientizar: Poder Público e a comunidade. Ou a gente trabalha de forma organizada, consciente ou a gente vai ter problema porque não adianta a Prefeitura limpar e a pessoa não cuidar da sua casa, do seu terreno", avaliou o prefeito que lembrou sobre a situação em que se encontram muitos terrenos na área central da cidade.

"Já autorizei o próprio secretário de Infraestrutura, além das operações que estão sendo feitas, das ações dos agentes comunitários de saúde, agentes de endemias, para notificar as áreas que temos no Centro. Inicialmente, solicitando que o proprietário limpe seu terreno, se não limpar, aí sim, aplicação de multa. Nosso objetivo não é ficar aplicando multa, mas, com certeza, faremos a nossa parte porque não é aceitável que quando a gente fale em dengue, as pessoas pensem somente nos bairros, pois temos muitos terrenos no Centro da cidade abandonados, com mato e isso é inadmissível. Então vamos notificar esses proprietários para que eles façam sua parte porque somente dessa forma é que a gente vai se livrar do risco que a dengue traz para população", falou.

Paulo Duarte informou ainda que já autorizou vistoria nos prédios públicos pertencentes ao Município. "Nós temos que dar exemplo. Onde tiver problemas nos nossos prédios, vamos identificar e resolver essa questão", disse ao continuar: "Não podemos conviver com esse problema todo ano, é muito mais um papel de conscientização, por isso tenho falado da importância de se investir em Educação porque espero que se investindo muito nesse setor, tenhamos adultos que percebam o mal que fazem a si mesmos e aos outros", concluiu.