Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 23 de Junho de 2024

Sidrolandia

Prefeito vai conceder 13% de reajuste a professores e equiparação á assistentes de creche e agentes

Também serão beneficiados com a equiparação os agentes comunitários de saúde que passarão a ter o mesmo vencimento dos agentes de controle epidemiológico.

Flávio Paes/Região News

18 de Novembro de 2014 - 22:19

O prefeito Ari Basso (PSDB) vai conceder a partir de 1º de janeiro um reajuste de 13%  aos 600 professores da rede municipal de ensino; vai equipar os vencimentos dos assistentes de creche concursados e contratados. Em maio será negociado um novo reajuste para o magistério. 

Também serão beneficiados com a equiparação os agentes comunitários de saúde que passarão a ter o mesmo vencimento dos agentes de controle epidemiológico. O reajuste autorizado é o primeiro resultado concreto da reestruturação do plano de cargos e salários que é objeto de avaliação de uma comissão constituída em julho.

Os 13% de correção salarial elevarão de R$ 960,00 para R$ 1.084,80 o piso salarial por 20 horas aula para o professor em início de carreira com licenciatura plena. Com a gratificação de 15% referente à regência de classe, a remuneração inicial sobe para R$ 1.247,52. Já o piso de quem tem pós-graduação  passa de R$1.056,27 para R$1.193.58, alcançando R$ 1.372,61, com a regência.

Com este novo reajuste, em quatro anos de vigência do plano de cargos e salário, o piso salarial dos professores terá acumulado aumento de 71,90%. Em 2010 o piso era R$ 780,00. Dentro da negociação com o magistério, o prefeito concordou em equiparar o salário das assistentes de creche contratados (que hoje ganham R$ 798,00) e as contratadas (R$ 893,00).

As 88 servidoras que integram este quadro passarão a receber a partir de janeiro R$ 1.014,58, um aumento de 76,87% para as quem ganham menos. Também haverá equiparação salarial entre os agentes comunitários e os de endemias que passarão a ganhar R$ 1.014,00.