Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 21 de Abril de 2024

Sidrolandia

Prefeitura de Sidrolândia entrega em agosto 58 casas para servidores

As casas têm 42 metros quadrados e os futuros mutuários vão pagar prestação equivalente a 10% do salário mínimo

Marcos Tomé/Região News

07 de Junho de 2011 - 14:00

Prefeitura de Sidrolândia entrega em agosto 58 casas para servidores
Prefeitura entrega em agosto 58 casas para servidores - Foto: Marcos Tom

Já estão em fase final às obras de 58 casas populares  destinadas aos servidores municipais que devem ser inauguradas em agosto. Com recursos do FNHS (Fundo Nacional de Interesse Social) e do município, estão sendo investidos R$  756 mil nas unidades habitacionais distribuídas em três núcleos: 15 unidades no Diva Nantes, 30 no Santa Marta e 13 na Rua Tiradentes.

As casas têm 42 metros quadrados e os futuros mutuários vão pagar prestação equivalente a 10% do salário mínimo, atualmente R$ 54,00. Será pavimentado um trecho da Rua Vicente Brito entre a Rua João Marcio Ferreira Terra e o núcleo Santa Marta, no Jardim Alfa.

A Coordenadoria Municipal de Habitação com a entrega desses conjuntos reduz metade da fila de espera pela casa própria entre os servidores que hoje tem 142 funcionários. Com a inauguração destes conjuntos habitacionais  a prefeitura ultrapassa a barreira das 800 casas construídas pela atual administração.

Desde 2005,  foram entregues 819 moradias, ante a 350 casas inauguradas nas duas gestões do ex-prefeito Enelvo Felini. Segundo a Coordenadoria Municipal de Habitação, 31 casas foram destinadas a idosos e 28,  a portadores de deficiência, bem acima da cota mínima de 3% definida pela legislação.

Os idosos ficaram com 4,07% das casas e os portadores, com 3,67%. Além destas casas destinadas aos servidores, outras 146  estão com a construção em andamento. Até dezembro o prefeito espera totalizar 965 entregues aos mutuários e chegar a 1.100 moradias no final de sua gestão em dezembro de 2012.

Só num dos projetos, de 54 casas para atender quem moram em barracos, serão investidos R$ 2,1 milhões, dinheiro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A prefeitura já desapropriou 6 hectares na região da Vila Carinhosa onde será erguido o conjunto habitacional que além de água e luz, terá as ruas pavimentadas.

Atualmente há 3.856 inscritos no cadastro da Coordenadoria Municipal de Habitação. São 448 mulheres chefe de família; 142 funcionários públicos; 134 idosos; 20 portadores de doenças  crônicas; 35 portadores de necessidades especiais; 130 indígenas e 2.947 pessoas de baixa renda.