Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 7 de Maio de 2021

Sidrolandia

Rapaz que tentou matar Rafael recorreu ao TJ para aguardar julgamento em liberdade

O juiz Fernando Freitas em abril, quatro meses depois da dupla tentativa de homicídio, acolheu a denúncia apresentada pelo MP e decretou sua prisão preventiva.

Flávio Paes/Região News

07 de Dezembro de 2016 - 15:11

O Tribunal de Justiça deve decidir ainda neste mês se mantém preso até o julgamento pelo Tribunal de Júri, Marcos Luiz Helmann de Alcântara, com prisão preventiva decretada desde junho. Ele é réu, acusado de feminicídio, por ter tentado matar sua ex-namorada, Aline de Oliveira Souza e incurso no artigo 21 do Código Penal, também por tentativa de homicídio, contra Rafael Gustavo Martinez. Aline, que ficou com as vísceras a mostra em consequência do ferimento que recebeu, passou por um período de internação, mas, retomou sua vida.

Já Rafael, quase um ano depois do episódio, ainda não se recuperou das seqüelas, perdeu a fala, ficou com a parte direita do corpo paralisada e até recentemente, dependia de ajuda para ir ao banheiro e fazer sua higiene pessoal.

Em agosto passado, o desembargador relator, Carlos Eduardo Contar, rejeitou o pedido de habeas corpus em caráter liminar, apresentado pelos advogados de Marcos Luiz, para que ele fosse solto e aguardasse o julgamento em liberdade.

Em abril, o juiz Marcelo Andrade Campos Silva em abril, quatro meses depois da dupla tentativa de homicídio ocorrida na casa de Rafael, acolheu a denúncia apresentada pelo Ministério Público e decretou a prisão preventiva de Marcos Luiz, o tornando reú. Na primeira semana de maio, o magistrado proferiu o ato de pronuncia para que vá a julgamento pelo tribunal do júri. Paralelamente rejeitou o pedido de liberdade provisória.

Relembrando o caso

No domingo, dia 31 de janeiro deste ano, Rafael Gustavo estava em sua casa no Bairro Pé de Cedro, em companhia da manicure Aline de Oliveira Souza, quando o ex-marido da jovem de 22 anos, Marcos Helmman, invadiu a residência e atacou os dois de forma violenta. Ele estaria enciumado com o possível relacionamento entre Rafael e Aline. Ela foi ferida na barriga, sendo levada às pressas com as vísceras expostas para o Hospital Universitário, onde passou por cirurgia e recebeu alta uma semana depois.

Segundo seus familiares, ela não quis voltar a Sidrolândia com medo de uma nova investida violenta do ex-marido. Ele se apresentou à polícia dias depois do incidente, ficou em liberdade por alguns meses, até que teve sua prisão preventiva decretada.