Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 23 de Junho de 2024

Sidrolandia

Receita do setor de serviços tem variação maior em setembro em 20 estados

De acordo com a pesquisa, o Espírito Santo, Piauí e Mato Grosso do Sul saíram de um resultado negativo, em agosto, para crescimentos em setembro

Agência Brasil

18 de Novembro de 2014 - 10:21

A variação da receita nominal no setor de serviços foi maior em setembro que em agosto em 20 unidades da federação, divulgou hoje (18) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. A maior alta foi no Distrito Federal, onde a receita cresceu 20,6% na comparação com o terceiro trimestre de 2013.

Outros três estados apresentaram crescimentos de dois dígitos na receita nominal do setor: Ceará (11,8%), Tocantins (11%) e Maranhão (10,5%). Por outro lado, os estados do Amapá (-1%), Mato Grosso (-1,1%) e Roraima (-1,8%%) caíram, em setembro.

De acordo com a pesquisa, o Espírito Santo, Piauí e Mato Grosso do Sul saíram de um resultado negativo, em agosto, para crescimentos em setembro. O setor de serviços capixaba, que tinha caído 0,6%, subiu 6,2% em setembro. Já Mato Grosso, que variou de 0,2% para -1,1%; e Roraima, de 1,2% para -1,8%, fizeram o caminho inverso, apresentando resultado negativo.

O único estado que repetiu o resultado de agosto foi o Rio de Janeiro, com 5,6% de expansão. Em seis unidades da federação, a variação foi menor que a do mês anterior. A maior queda foi a do Acre, onde, em setembro, teve crescimento 4,4 pontos percentuais menor que em agosto, 11,2% para 6,8%. Em Sergipe, a variação de 6,1%, de agosto, caiu 2,2% em setembro.

Em 2014, as unidades da federação que acumulam as maiores altas são o Distrito Federal, com 19,1%; Goiás, com 10,8%; e Paraíba, com 9,5%. Quando analisados os últimos 12 meses, as duas primeiras posições se mantêm inalteradas, com 19,5% e 10,8% de crescimento, mas, Santa Catarina ultrapassa a Paraíba, com 10,3% contra 9,9% do estado nordestino.