Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 19 de Maio de 2024

Sidrolandia

Secretaria de Fazenda divulga valor de produtos pesquisados

O açúcar cristal produzido no Estado teve aumento de 7% e passou de R$ 1,35 o quilo para R$ 1,45

Assomasul

18 de Agosto de 2010 - 16:41

A Sefaz (Secretaria de Fazenda do Estado) divulgou hoje (18) o Valor Real Pesquisado do açúcar, soja e derivados; gado bovino e bubalino, algodão e trigo. Os preços dos produtos tiveram variação no mercado entre 5% a 11%, com queda e elevação nos preços.

O açúcar cristal produzido no Estado teve aumento de 7% e passou de R$ 1,35 o quilo para R$ 1,45. O mesmo produto produzido fora de Mato Grosso do Sul apresentou variação negativa de 5%, com queda no preço de R$ 1,85 para R$ 1,75 o quilo, enquanto o açúcar refinado teve aumento de 11% subindo de R$ 1,98 para R$ 2,20.

A soja em grão, para operações internas, teve aumento de 8% e está sendo cotado a R$ 0,56 o quilo e a saca de 60 quilos a R$ 33,60. Nas operações interestaduais o produto subiu 7% e apresenta custo atual de R$ 0,72 o quilo e a saca de 60 quilos R$ 43,20.

O farelo de soja também teve aumento de 8%, sendo vendido a R$ 0,55 o quilo e R$ 550,00 a tonelada. O óleo de soja bruto, que era vendido a R$ 1,82 está cotado hoje a R$ 2,01. Já o resíduo de soja não apresenta alteração nos preços desde o mês de abril.

O preço do gado bovino teve aumento de 5%. A arroba do boi gordo está cotada a R$ 79,20 para operações internas. O macho de até 12 meses para abate custa R$ 950,40. O animal de 12 a 24 meses é vendido a R$ R$ 1.267,20 e de 24 a 36 meses a R$ 1.346,40. O animal acima de 36 meses, incluindo touruno, vale R$ 1.425,60 por cabeça.

A fêmea de até 12 meses para abate em operações internas está cotada a R$ 851,00. As fêmeas de 24 a 36 meses custam R$ 888,00, as de 24 a 36 meses R$ 925,00 e acima de 36 meses R$ 962,00. A arroba da vaca gorda está cotada a R$ 74,00. 

Para as operações interestaduais o macho de 12 a 24 meses para abate custa R$ 1.440,00, de 24 a 36 meses R$ 1.530,00 e acima de 36 meses, incluindo touruno, R$ 1.620,00. A arroba do boi gordo está cotada a R$ 90,00.

A fêmea de 12 a 24 meses é vendida a R$ 1.008,00, de 24 a 36 meses R$ 1.050,00 e acima de 36 meses R$ 1.092,00. A arroba da vaca gorda nas operações interestaduais é cotada a R$ 84,00.

O gado bubalino, que estava com valor defasado, teve aumento de 11%. A última alteração de preços aconteceu em julho de 2008. Nas operações internas e interestaduais a arroba da fêmea e do macho para abate está cotada a R$ 66,50.

A fêmea de 12 a 24 meses custa 864,50; de 24 a 36 meses R$ 1.064,00 e acima de 36 meses R$ 1.197,00 por cabeça. O macho de 12 a 24 meses para abate custa R$ 997,50; de 24 a 36 meses R$ 1.263,50 e acima de 36 meses 1.396,50.

A portaria SAT 2160/10 traz ainda o Valor Real Pesquisa do algodão em pluma, que apresentou variação positiva média de 6,5%. O algodão em caroço e o caroço de algodão não tiveram alteração no preço.

O valor do trigo para operações internas subiu 3% e está sendo vendido a R$ 0,38 o quilo e a saca de 60 quilos a R$ 22,80. O preço do produto para operações interestaduais se manteve estável.

Pesquisa

O Valor Real Pesquisado substituiu a pauta de referência fiscal como base de valor mínimo para cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nas transações de produtos.

A nova forma de fixação de preços, em vigor desde maio deste ano, ampliou a base de dados da pesquisa realizada pela Sefaz com o objetivo de chegar mais próximo do valor real de comercialização no mercado.

Antes de fixar um valor mínimo, a informação é informada às entidades representativas do respectivo setor, que podem concordar ou discordar com o valor apurado.

As entidades têm três dias para se manifestar após a publicação em Diário Oficial. Todos os procedimentos e sistemática aplicada na obtenção do valor base são informados aos representantes setoriais.