Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Seis adultos e um menino estão em hospital de Dourados

Os feridos, quatro homens (um menino) e duas mulheres - uma acaba de morrer - foram transportados por ambulâncias de Rio Brilhante

Sidnei Bronka

31 de Março de 2011 - 09:22

Sete das 26 vítimas do capotamento do ônibus estão no Hospital da Vida, em Dourados. Os feridos, quatro homens (um menino) e duas mulheres - uma acaba de morrer - foram transportados por ambulâncias de Rio Brilhante.

Uma das vítimas, uma senhora que chegou com o braço amputado e a cabeça esmagada, morreu em seguida, conforme noticiou o Douradosagora. Ela não foi identificada ainda. Não se tem notícia, também, sobre o quadro dos demais. Segundo funcionários da Eucatur, que estavam no hospital, entre os feridos estão: Eleide F. Mocili, Olair Antônio, Júlio Micari, Angelina Rodrigues, Anildo J. Vargas. Todos no Hospital da Vida.

Dois dos 23 passageiros morreram no local e outro ao dar entrada no hospital de Rio Brilhante. Eles viajavam em ônibus da Viação Nova Integração com placas NCX 2309 de Jiparaná (RO) que saiu de Porto Alegre (RS) com destino a Alta Floresta (MT) e passou em Dourados para pegar passageiros.

Segundo a polícia, outra vítima fatal é Belarmino Vicente Mazabri, de 80 anos, morador em Getúlio Vargas, em Rio Grande Do Sul, que morreu no local do acidente. Ele sofreu traumatismos múltiplos, inclusive na cabeça, e esmagamento de pernas e braços. A outra vítima é uma senhora idosa. Até agora, a polícia não conseguiu identificar a mulher, que morreu em Dourados, e o outro passageiro que faleceu ao dar entrada no hospital de Rio Brilhante. Os outros passageiros e o motorista ficaram feridos em maior e menor grau.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Rio Brilhante, Luiz Alberto Ojeda, neblina e provavelmente alta velocidade causaram o acidente que aconteceu no quilômetro 318 da BR-163, em Rio Brilhante.

O motorista Cláudio Almir Wazlawick, de 30 anos, morador na Vila São Francisco, em Dourados, conta que perdeu o controle do ônibus no trevo de acesso a Rio Brilhante, saiu da pista e capotou.