Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Setor produtivo de Dourados é afetado por chuva abaixo da média histórica

Essa precipitação ficou abaixo da média histórica de 32 anos, que foi de 137 mm. Mesmo assim, as chuvas causaram transtornos para a região.

Midiamax

04 de Abril de 2011 - 17:00

O volume de chuvas no mês de março deste ano, na região de Dourados, foi de 121 mm, segundo o boletim da Embrapa Agropecuária Oeste. Essa precipitação ficou abaixo da média histórica de 32 anos, que foi de 137 mm.  Mesmo assim, as chuvas causaram transtornos para a região.

Segundo o pesquisador Carlos Ricardo Fietz, as chuvas se concentraram em determinados dias do mês. “Houve seis dias chuvosos no primeiro decêndio de março, dificultando a colheita da safra de verão e o plantio da safrinha. Além disso, ocorreram muitas chuvas intensas neste mês, ou seja, chuvas de grande volume em pequeno intervalo de tempo, que causaram inundações em certas áreas, principalmente urbanas”, explica.

Mesmo com precipitação abaixo da média, os solos da região permaneceram com altos níveis de água disponível, próximos a 75%, durante todo o mês.

“Isso se explica devido às chuvas bem distribuídas que ocorreram em 18 dias do mês de março. A chuva de 35 mm em 30 de março foi a maior do mês e elevou a umidade dos solos para o limite superior da disponibilidade hídrica”, diz Fietz.

Como conseqüência das chuvas, não houve ocorrência de níveis de umidade do ar inferiores a 30%.

Em abril, os índices pluviométricos estão altos. Nos primeiros dois dias do mês, a precipitação já soma 104,2mm, sendo que a média histórica é de 114,6mm.