Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 22 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Três Lagoas será primeira cidade do Brasil a produzir biodiesel

Com a expansão industrial, a Cargill se comprometeu com o Município a investir na compra de ambulância e R$ 100 mil em iluminação pública

Assessoria

07 de Abril de 2011 - 18:00

Três Lagoas, mais uma vez, sai na frente, na produção de biodiesel. Com a expansão industrial da Cargill, que está em fase de execução de projeto de  produção de biodiesel, investimento de R$ 130 milhões, o Município passa a ser o primeiro do Brasil a ter uma fábrica de produção desse combustível natural e renovável, extraído da soja.

A notícia foi dada à prefeita Márcia Moura (PMDB), em seu Gabinete, na manhã desta quarta-feira (6), quando representantes da Cargill assinaram termo de compromisso de investimentos em ações mitigatórias pela construção da primeira fábrica de biodiesel do Brasil, em Três Lagoas.

Pelos termos do compromisso, a Cargill irá investir na compra de uma ambulância, devidamente equipada para atendimentos de emergências, e na obra de iluminação pública da Rua Egídio Thomé, no trecho compreendido desde a Avenida Ponta Porã até Jupiá. Nessa obra, a empresa multinacional irá investir R$100 mil.

A ambulância, de inicio ficará à disposição da empresa, no canteiro de obras, para atendimento de eventuais acidentes dos trabalhadores. Logo que as obras terminarem, no primeiro trimestre de 2011, a ambulância será entregue, em definitivo, à Secretaria Municipal de Saúde.

As informações foram repassadas à prefeita Márcia Moura pelo superintendente da unidade fabril da Cargill de Três Lagoas, Flávio Guimarães. Ele estava acompanhado do gerente administrativo da Cargill, Luiz Carlos Jost, e do encarregado administrativo, Juraci Barcelos.

Na assinatura do termo de compromisso dessas ações mitigatórias, previstas no processo de licenciamento ambiental, estavam também presentes os secretários Marco Garcia de Souza (Desenvolvimento Econômico), Mateus Arantes (Meio Ambiente), Maria Lúcia Firmino (Assistência Social, Cidadania e Trabalho), Mário Grespan Neto (Educação) e, representando Sávio Bernardes (Sejuvel), o diretor de Esportes, Ricardo Roriz.

A prefeita Márcia Moura destacou a importância dos investimentos da Cargill em Três Lagoas e da parceria que a multinacional mantém com a Prefeitura de Três Lagoas, há mais de 11 anos, especialmente, na Educação.

“É uma empresa séria e também preocupada com a comunidade onde ela está inserida”, observou Márcia Moura. “Com esses investimentos em Três Lagoas, a Cargill projeta nossa Cidade em mais um destaque nacional, que é a produção pioneira de biodiesel”, comentou a prefeita.

A Cargill é uma empresa privada, multinacional, com sede no estado de Minnesota, EUA, cuja atividade é a produção e o processamento de alimentos. Atualmente a Cargill, maior empresa do mundo de capital fechado, está presente nos cinco continentes e emprega mais de 160 mil pessoas em 67 países. Em Três Lagoas, a empresa existe hà mais de 13 anos. Nos últimos 11 anos, tem sido parceira da Prefeitura de Três Lagoas, principalmente, na Secretaria Municipal de Educação, com vários programas pedagógicos, notadamente, o Fura Bolo, de apoio ao Ensino Fundamental. Recentemente, a empresa conquistou prêmio nacional do Sesi, devido ao resultado das parcerias com as Secretarias Municipais de Educação, nas cidades onde a indústria está instalada, informou Flávio Guimarães.

Em Três Lagoas, a partir da execução desse projeto de expansão industrial, a Cargill terá capacidade de produção de 400 toneladas/dia de biodiesel, extraído da soja. No projeto, consta ainda a instalação de caldeira de alta pressão, que irá possibilitar a produção de energia elétrica, para consumo próprio, oriunda da biomassa de resíduos da soja, celulose e bagaço de cana, explicou o superintendente da Cargill.