Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 13 de Junho de 2024

Sidrolandia

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul quer abrir curso de medicina

O objetivo da Universidade é oferecer 60 vagas da primeira turma de medicina no Campus em Campo Grande, capital do estado, já em 2014

Ministério da Saúde

19 de Julho de 2012 - 10:32

O Reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Fábio Edir, esteve reunido, em Brasília, com o Secretário de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (SGTES), Mozart Sales discutindo o planejamento, estruturação e projeto pedagógico para a abertura de curso de medicina.

O objetivo da Universidade é oferecer 60 vagas da primeira turma de medicina no Campus em Campo Grande, capital do estado, já em 2014. Atualmente a Universidade Estadual oferece 54 cursos e têm 10 mil alunos.

"Estamos seguindo a orientação da Presidenta Dilma Rousseff e a ampliação da oferta na graduação de medicina vem de encontro à necessidade de termos mais médicos atuando no estado", afirmou o Reitor Fábio Edir.

A participação da SGTES e do Ministério da Saúde no planejamento, composição e estruturação do curso de medicina é necessária para assegurar a expansão dos sistemas estaduais de ensino articulados com a Rede do Sistema Único de Saúde e as necessidades da população local.

"Estamos ajudando os estados a adotarem os parâmetros modernos e de qualidade pedagógicos.

Temos que pensar no curso de medicina articulado com o SUS, afinal, é na Rede de Atenção Básica e nos Hospitais disponíveis nos estados que esses profissionais terão suas formações práticas e atuarão após formados", explicou o Secretário da SGTES Mozart Sales.

Ampliar os cursos de medicina no país é uma estratégia do Governo Federal para aumentar a média nacional de quantidade de médicos.

No início do mês de junho, o Ministério da Educação autorizou a abertura de 2.415 novas vagas em cursos de Medicina em Universidades Federais de todo país até 2013.

As vagas estão concentradas em regiões com carência de médicos, principalmente no Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

O estado de Mato Grosso do Sul tem uma proporção de 1,56 médicos para cada mil habitantes, abaixo da média do Brasil, que tem 1,83 médicos por mil habitantes.