Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 22 de Abril de 2021

Sidrolandia

Vice toma posse por conta própria depois de afastamento do prefeito

Pelarin será empossado amanhã (6) a noite pela Câmara Municipal, mas já concedeu entrevistas como chefe do Executivo cassilandense

Cassilândia News

05 de Novembro de 2014 - 15:18

O vice-prefeito de Cassilândia, distante 418 km da Capital, Marcelo Pelarin (PR), já está respondendo pela Prefeitura do município, depois que o prefeito Carlos Augusto da Silva (DEM), foi afastado pela justiça acusado de improbidade e por omitir informações ao MPF (Ministério Público Federal).

De acordo com o site, Pelarin será empossado amanhã (6) a noite pela Câmara Municipal, mas já concedeu entrevistas como chefe do Executivo cassilandense. “Estou cumprindo uma decisão judicial e estou me empossando (como prefeito). Eu me comprometo hoje em dar sequência a uma administração saudável, de progresso e de união, enfim, precisamos dar um jeito de unir nossas forças", disse o republicano.

O novo prefeito exonerou a atual Procuradora Geral da cidade, Nadir Gaudioso. "Tendo em vista as irregularidades até agora apresentadas nas requisições, tanto do Ministério Público, quanto da Câmara, o atraso das informações, então a gente vai ter de ter um Procurador que cumpra melhor com as obrigações, para que não comprometa o andar dos processos e de toda administração", declarou Marcelo.

Ainda segundo o portal de notícias do município, Pelarin ainda não definiu o nome do novo Procurador, mas afirmou que tem procurado seguir a legalidade à frente da Prefeitura de Cassilândia.

"Ontem a gente esteve aqui analisando papel, vendo as coisas, mas queria me certificar melhor sobre a legalidade da posse. Hoje de manhã cheguei numa conclusão legal, então na frente de várias pessoas, inclusive representante do Legislativo, me declarei prefeito da cidade", finalizou Marcelo Pelarin.

O presidente da Câmara de Vereadores, Waddyh Moisés (PTC), promete apoio ao novo prefeito, apesar de lamentar a situação política da cidade. "Alguém pode pensar que estamos recebendo essa posse com alegria, mas não é. É com muita tristeza, porque você sabe que isso causa um prejuízo para o município”, frisou o parlamentar.