Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 22 de Fevereiro de 2024

Sidrolandia

Vigilantes de Amambai aderem a paralisação no mês de fevereiro

A paralisação será realizada no dia 1º de Fevereiro, durante todo o dia, os seguranças de todos os estabelecimentos que necessitem da presença de um desses trabalhadores

A Gazeta News

29 de Janeiro de 2013 - 16:21

Os trabalhadores responsáveis pela garantia da segurança, tanto em estabelecimentos bancários quanto a repartições públicas de Amambai e toda a região, aprovaram na última semana, durante uma reunião na cede do SEEVDA (Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança e Vigilância de Dourados e Afins), a qual os trabalhadores de Amambai são cadastrados, que estarão realizando 24 horas de paralisação no próximo mês.

Essa mobilização de âmbito nacional será realizada devido o descumprimento da lei 12.740 de 8 de dezembro de 2012, por parte das empresas contratantes desses serviços, que assegura aos vigilantes um adicional de risco de vida no valor de 30% do valor do salário de cada empregado.

A paralisação será realizada no dia 1º de Fevereiro, durante todo o dia, os seguranças de todos os estabelecimentos que necessitem da presença de um desses trabalhadores para que possam abrir as portas, não realizarão suas funções, caso a lei seja cumprida e as empresas realizem o pagamento do adicional, os trabalhadores retornarão as suas funções, do contrário está sendo cogitada uma paralisação geral da categoria.

A paralisação está sendo coordenada pela Confederação Nacional dos Vigilantes e Prestadores de Serviços (CNTV-PS), que em todo o país representa cerca de 850 mil trabalhadores, com a paralisação de toda a classe dos vigilantes, estabelecimentos como agências bancárias e demais órgão de recolhimento de grandes valores em dinheiro, estarão impossibilitadas de realizar suas transações, gerando um grande prejuízo aos cofres.