Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 19 de Maio de 2017 - 10:47

Empresa é condenada a pagar R$ 4,7 milhões por doação irregular nas eleições

O nome da companhia e os partidos ou políticos beneficiados pelo dinheiro foram mantidos em sigilo pelo órgão.






 

Uma empresa de Aquidauana, foi condenada a pagar multa de R$ 4.750.300 por ter feito doação irregular a candidatos durante as eleições de 2014. Embora antigo, o caso só foi julgado na quinta-feira (18) pelo juiz eleitoral da comarca local, Juliano Duailibi Baungart.

O nome da companhia e os partidos ou políticos beneficiados pelo dinheiro foram mantidos em sigilo pelo órgão.

Segundo a sentença, o MPE (Ministério Público Eleitoral) ajuizou ação alegando que a ré extrapolou no montante doado de R$ 1.490.066 o limite de 2% sobre a renda bruta no ano anterior ao pleito.

A Justiça então decretou quebra de sigilo fiscal e pediu à Receita Federal comprovantes dos rendimentos da empresa no intuito de embasar a decisão e descobriu que ela não havia entregue os informes dentro do prazo.

Os advogados de defesa se aproveitaram do fato e alegaram que a ré não poderia ser julgada em nível eleitoral pela ausência da Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica, processo feito anualmente semelhante à declaração do Imposto de Renda no caso das pessoas físicas.

A empresa apresentou um relatório feito pelo departamento financeiro informando que os rendimentos brutos em 2013 haviam sido de R$ 140.985.487, de modo que a doação em questão seria inferior aos 2% exigidos pela lei.

Contudo, no entendimento do juiz, “esta documentação não possui caráter jurídico para fins de análise do limite legal permitido. Isto porque trata-se de um documento unilateral, interno, sem força probante”, disse na sentença.

Dessa forma, sem ter apresentado a declaração à Receita Federal no ano anterior às eleições, a ré não poderia ter ajudado nenhum candidato, condenando-a ao pagamento da multa que corresponde a cinco vezes o valor doado. Cabe recurso à decisão.









Campo Grande News


Reportar Erros



 


 
.
SIDROLÂNDIA - MS

Major Jidevaldo vai assumir o comando da Polícia Militar em Sidrolândia
BRASIL

1,2 milhão de MEIs correm o risco de ter registro cancelado até dezembro
BRASIL

Advogado Antônio Mariz de Oliveira afirma que deixará a defesa de Michel Temer
EMPREGO E RENDA

Desemprego perde a força em Mato Grosso do Sul
 
 
  • Notícias
  • + Lidas

1

Major Jidevaldo vai assumir o comando da Polícia Militar em Sidrolândia

Leia mais


2

Primavera chega à tarde trazendo chuvas no fim de semana em MS

Leia mais


3

Advogado Antônio Mariz de Oliveira afirma que deixará a defesa de Michel Temer

Leia mais


4

Caminhonete fica destruída após condutor desviar de carro e bater em árvore

Leia mais


5

Incêndio em MS destrói 1,3 mil hectares de plantação de eucalipto e área de preservação

Leia mais








© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING