Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 24 de Fevereiro de 2024

Artigos

Coronel Cesar: Enquanto um candidato abraça as ondas, outro abraço o povo

Coronel Cesar Wilson dos Santos

19 de Janeiro de 2013 - 09:11

NA POLÍTICA O COSTUME É TERMINAR A CAMPANHA E O CANDIDATO NÃO QUERER SAIR DO PALANQUE

AQUÍ EM SIDROLÂNDIA É DIFERENTE

A CAMPANHA ESTÁ COMENDO SOLTA E UM DOS CANDIDATOS NÃO QUER DAR AS CARAS, COMO SE DIZ:

NÃO QUER SUBIR NO PALANQUE.

Vocês notaram que aqui em Sidrolândia, o PSDB, adversário do PMDB, não conseguiu nem uma foto do seu candidato, “CABEÇA DE CHAVE”, pra lançar na mídia, como a foto oficial do lançamento da campanha deles. Teve que se contentar com a figura, muito simpática por sinal, do filho dele, pra se abraçar com o vice para dar uma desculpa esfarrapada da sua ausência.

Bom para PMDB, ruim para eles.

Sr ARI BASSO, o senhor que quer, ou melhor, o senhor que nós sabemos que não quer, mas que aceitou fazer esse sacrifício por seus “AMIGOS”, tem que saber que a coisa não pode, ou pelo menos não deve ser assim. Mesmo que o sacrifício seja por seus “AMIGOS” e não pelo povo, tanto porque, o povo de Sidrolândia não precisa desse tipo de sacrifício, mas ele merece o seu respeito, e eu sei que o senhor é uma pessoa respeitosa, mas essa sua atitude de desconsideração não demonstra isso.

Ótimo pra PMDB: enquanto o Sr. esta “ABRAÇANDO AS ONDAS”

O candidato do PMDB, esta “ABRAÇANDO O POVO”.

Que diferença gritante heim Sr Ari. Viu porque eu tenho razão em até ter sido um tanto quanto petulante em afirmar que o Sr. vai ficar pra trás nesta empreitada. Não confunda petulância com convicção, com crença ou até com visão, e não é daquelas visões de deserto que na hora se desmancham como névoa; é uma visão com fundamento, uma visão sem paixão cega, até com paixão, mas não aquela paixão cega, dos fanáticos que não enxergam um palmo na frente do nariz.

O pior de tudo não é isso, pois afinal o senhor é dono da sua reputação, da sua imagem, enfim, do seu nariz e se quer fazer esse sacrifício pelos seus “AMIGOS” é problema seu, mas como eu falei, enquanto o senhor tá

ABRAÇANDO AS ONDAS, o outro candidato que vai vencê-lo, ta ABRAÇANDO O POVO.

Mas como falei, enquanto isso seus “AMIGOS” por aqui estão cometendo barbaridades que, se o senhor estivesse aqui, por menos que conseguisse comandar a coisa, pelo menos algumas delas o senhor poderia evitar ou pelo menos tentar.

Ta certo que a grande maioria dessas atitudes são tiros nos seus pés, vão servir para municiar a ARTILHARIA PESADA do PMDB, portanto vão e já estão lhes favorecendo, mas, ao mesmo tempo que estão lhes favorecendo, elas estão prejudicando o povo e isto nós não queremos.

O senhor sabia que estão preparando uma FESTA de ARROMBA pra chegada do senhor. Dizem que o CHÃO VAI TREME em Sidrolândia no dia que o senhor chegar.         O foguetório que vão queimar, dizem que vai mudar a previsão meteorológica da região, pois dizem que vai criar uma fumaça tão densa que os satélites vão confundir com uma nuvem tão grande que vai disparar todos os alarmes da região anunciando que vai cair uma tromba d’água.

Mas e daí senhor ARI, todo esse barulho, todo esse estardalhaço para a hora que baixar a fumaça, o senhor pegar o microfone e dizer: “obrigado por tudo, mas: vou passar a palavra pro meu vice porque é ele quem daqui pra frente vai fala e eu vô fazer”.

Já pensou Sr Ari que silêncio que vai ser no palanque, porque, não se esqueça que o seu vice, excelente pessoa que é, mas também não sabe falar, pelo menos em palanque e no momento é isso que está em questão. Sr Ari, vamos aproveitar este gancho pra fazer uma análise de outro assunto muito mais sério do que falar no microfone, mas me diga uma coisa; como é que o senhor vai fazer para pedir voto num assentamento, ou numa aldeia.

O senhor já pensou nisso? Ou pior ainda e mais sério; como é que o Sr vai ficar na frente do governador pra defender os interesses dos índios; ou como é que o senhor vai lá a Brasília pra sentar com a nossa Presidente DILMA pra defender os interesses dos assentados.

 “DESSES GLEBEROS”, como muitos dos que estão do seu lado tratam com pouco caso. Já pensou que situação senhor ARI? Dizendo que o senhor é um homem sério, bom, temente a DEUS? Não Sr Ari, estas qualidades o senhor tem, todo mundo sabe e nem precisa que eu ateste, o que eu faria com todo prazer, pois acho que tem que se dar: “A CESAR O QUE É DE CESAR”.

Não senhor Ari, estas qualidades servem para outras coisa, como por exemplo, se ir para o céu, coisa que o Sr certamente conseguirá pelas atitudes que nós conhecemos, mas para as coisas que um político precisa fazer como estas duas que citei, dos INDIOS e dos ASSENTADOS e muitas outras que são precisas, são necessárias outra qualidades e  estas, felizmente para seus adversários, estas o Sr não tem já o candidato do PMDB, Sr. ACELINO CRISTALDO parece ter de sobra e é por estas e outras razões que digo que o senhor terá uma grande decepção ao abrir as urnas.

Se eu não pensasse desta maneira ou tivesse plena convicção disto, como é que eu teria coragem para sair por aí defendendo esta bandeira sendo eu um CRISTÃO?          Voltando para o caso da festa de arromba da sua chegada, ê aí, se acontecesse e vai acontecer aquele silêncio desagradável depois do foguetório, o senhor e o seu vice vão chamar o orador oficial? O de sempre?

Esse já era Sr Ari, contem com ele só daqui há pelo menos uns dez anos; primeiro ele vai ter que pagar a dívida dele com a justiça. Agora se prepare pro pior Sr Ari, pois a conta desta FARRA toda também vai sair dos seus armazéns, pois, como o Sr não vai ganhar, os cofres públicos não estarão à disposição dos seus “AMIGOS” para pagarem e vai sobrar pro senhor. Sei que isto não é problema pro senhor, mas.....

Senhor Ari, para terminar vou lançar mão de uma música que o CHICO BUARQUE escreveu quando estava no exílio, que combina com a sua situação de agora.

MEU CARO AMIGO ME PERDOE POR FAVOR, SE EU NÃO TE FAÇO UMA VISITA
MAS COMO AGORA APARECEU UM PORTADOR, MANDO NOTÍCIAS NESTA FITA
AQUI NA TERRA TÃO JOGANDO FUTEBOL, TEM MUITO SAMBA, MUITO CHORO E ROCK IN ROLL, MAS, O QUE EU QUERO É TE DIZER... QUE A COISA AQUI TÁ PRETA.

                                    ENQUANTO O SENHOR TA AÍ

ABRAÇANDO AS ONDAS,

ACELINO CRISTALDO CONTINUA

ABRAÇANDO O POVO