Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Economia

Álcool sobe de novo e só compensa em quatro Estados

Com o novo valor, o combustível deixou de ser competitivo no Paraná e agora só leva vantagem sobre a gasolina em quatro Estados.

Dourados Informa

15 de Janeiro de 2011 - 11:49

O preço do álcool subiu de R$ 1,848 para R$ 1,856 nesta semana nos postos brasileiros, segundo pesquisa de preços da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) divulgada nesta sexta-feira (14). Com o novo valor, o combustível deixou de ser competitivo no Paraná e agora só leva vantagem sobre a gasolina em quatro Estados.

Ainda vale a pena abastecer com álcool em Goiás, Mato Grosso, São Paulo e Tocantins. Em apenas uma semana, o álcool ficou 10,3% mais caro para os goianos. Por outro lado, nos postos paulistas, houve uma leve queda no preço médio do combustível. Os consumidores pagam, em média, R$ 1,724 pelo litro.

No Ceará, Pernambuco e Paraná, os motoristas de carros bicombustíveis podem escolher tanto o álcool como a gasolina. Isso porque a divisão do preço dos produtos gera um número na casa de 0,7.

O condutor consegue descobrir qual combustível compensa ao dividir o preço do álcool pelo da gasolina. Se a conta gerar um número abaixo de 0,70, compensa abastecer com etanol.

O cálculo se baseia no poder calorífico do motor a álcool, que equivale a 70% do poder encontrado nos motores a gasolina. A forma de dirigir e o modelo do veículo influenciam no consumo de combustível do carro.

Nos outros 20 Estados brasileiros, a gasolina continua mais vantajosa. No Rio de Janeiro, o litro é vendido, em média, por R$ 2,66. Mesmo assim, o derivado do petróleo compensa porque o álcool custa, em média, R$ 2,02 – 76% do preço da gasolina.

Em Minas Gerais, o litro da gasolina custa R$ 2,539, enquanto o álcool é vendido por R$ 1,90. No Distrito Federal, os consumidores desembolsam R$ 2,77 pela gasolina e R$ 2,03 pelo etanol.