Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 22 de Outubro de 2021

Economia

Carne produzida na fronteira de Mato Grosso do Sul está liberada para exportação

Entre os municípios beneficiados estão Ponta Porã, Bela Vista, Mundo Novo, Antonio João e Sete Quedas

Doura News

21 de Março de 2011 - 16:00

O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, assinou hoje (21) instrução normativa que libera a Zona de Alta Vigilância Sanitária em Mato Grosso do Sul para exportação de carne bovina. A informação foi transmitida pelo ministro ao senador Waldemir Moka (PMDB).

A medida, que será publicada no Diário Oficial da União de amanhã (22), beneficiará 13 municípios localizados até 15 quilômetros da fronteira com o Paraguai. O controle sanitário na região começou a vigorar em janeiro de 2008, onde existem cerca de 6 mil propriedades e rebanho estimado em 700 mil animais.

Com a decisão do Ministério da Agricultura, essa área também passa a ser considerada área livre da aftosa com vacinação, a exemplo do que ocorria no restante do Estado. Entre os municípios beneficiados estão Ponta Porã, Bela Vista, Mundo Novo, Antonio João e Sete Quedas.

De acordo com a secretária de Produção do Estado, Tereza Cristina Corrêa da Costa, em fevereiro, a Organização Internacional de Epizootias já tinha considerado essa região do Estado área livre de aftosa com vacinação. “Só estávamos esperando sair essa norma regulamentando decisões superiores”, afirmou.

Segundo Moka, a liberação dessa área para exportação e comercialização de carne traz alívio aos produtores. “Neste momento em que as chuvas têm causado prejuízos à lavoura e à pecuária, medida como esta vem na hora certa, aumentando a expectativa e a confiança do produtor”, argumentou.