Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Junho de 2024

Economia

Produção de veículos cresce 7,6% em maio, mas cai 9,5% no ano

Folha

06 de Junho de 2012 - 14:26

A produção de veículos no Brasil cresceu 7,6% em maio, para 280.768 unidades, na comparação com abril. Em relação ao mesmo mês do ano passado, no entanto, o resultado representa queda de 7,7%.

Os números, divulgados nesta quarta-feira pela Anfavea (associação dos fabricantes) incluem carros, caminhões, utilitários e ônibus.

No período entre janeiro e maio, a produção acumula 1.279.699 unidades, uma redução de 9,5% em relação aos primeiros cinco meses do ano passado.

As exportações de veículos tiveram uma forte em queda em maio. As vendas para o exterior totalizaram 26,7 mil unidades, um recuo de mais de 40%, tanto na comparação com abril como em relação ao mesmo mês do ano passado.

No acumulado do ano, a queda nas exportações já chega a 12,3% em relação ao mesmo período de 2011.

As montadoras encerraram o período com 125.051 funcionários, com fechamento de 219 vagas em relação a abril. Levando-se em conta também os funcionários de fabricantes de máquinas agrícolas, a indústria empregava ao todo 145 mil pessoas em maio, com decréscimo de 200 vagas.

RETOMADA EM JUNHO

Em maio, as vendas de veículos esboçaram reação, com alta de 11,5% em relação a abril. O resultado, contundo, ainda representa uma queda de 9,7% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A expectativa é de uma retomada mais forte nas vendas para o mês de junho, quando as medidas de estímulo anunciadas pelo governo devem começar a aparecer nos números do setor.

Embora a desoneração para a compra de veículos tenha começado a valer já na última semana do mês passado, as vendas dos carros nas novas condições demoraram a ser contabilizadas.

Os carros que estavam no estoque tiveram de ser faturados de novo para adequação às mudanças. O trâmite entre reenvio de nota fiscal às montadoras aumentou o intervalo entre a data da venda e do emplacamento. Segundo a Fenabrave (associação das concessionárias), algumas marcas ainda estão terminando esse processo.