Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 22 de Outubro de 2021

Economia

Uso de fungicidas pode melhorar qualidade do trigo

Agrolink

08 de Janeiro de 2011 - 09:53

Para os moageiros, o bom trigo é aquele que produz elevados rendimentos em farinha e é estável nas diferentes safras, possibilitando a manutenção da qualidade da farinha de trigo a cada lote. Com o intuito de melhorar a qualidade do produto, os pesquisadores e técnicos da Cotripal Agropecuária Cooperativa avaliaram o efeito de diferentes fungicidas na qualidade do trigo. 

Após três anos de estudos, a Cooperativa e a Unidade de Proteção de Cultivos da BASF firmaram parceria para registrar a patente da pesquisa. Utilizando o conceito de Open Innovation (Inovação Aberta), a BASF propõe acordos com pesquisadores ou entidades de pesquisa para o registro conjunto de patentes, como forma de beneficiar todos os envolvidos no processo e de reconhecer e incentivar o desenvolvimento tecnológico da agricultura brasileira.

A patente foi anunciada durante a 5ª Edição do Premio Top Ciência, realizada este ano. O evento idealizado pela BASF é um importante fórum internacional de aprendizado e desenvolvimento técnico, científico e agrícola. Cerca de 500 pessoas entre pesquisadores, agricultores, e consultores de 12 países da América Latina, que se destacaram com trabalhos científicos inovadores em prol do desenvolvimento agrícola participaram do evento. Esta já é a segunda patente gerada a partir de pesquisas que desenvolvidas para o prêmio Top Ciência. 

“A BASF quer incentivar a pesquisa agrícola para aumentar o grau de excelência da agricultura em diversos países da América Latina. O envolvimento dos pesquisadores demonstra a união entre tecnologia e agricultura”, elogia o gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da BASF para América Latina, Leandro Martins.

Resultados


“Dessa forma o produtor de trigo consegue atender a toda a cadeia com um produto de alta qualidade e assim, ganha mercado”, avalia o engenheiro agrônomo Dênio Oerlecke, supervisor técnico da Cotripal.

Segundo Oerlecke, o trigo colhido nos ensaios tratados com fungicida, apresentou também melhor tenacidade, número de queda e principalmente, classificação. “A aplicação do fungicida ampliou a qualidade do trigo. O trigo testemunha foi classificado como brando, já aquele que utilizou o fungicida obteve a classificação pão”, observa.

As amostras foram identificadas apenas com números, para garantir a credibilidade e eliminar tendências no estudo, e enviadas para análise no Laboratório do Centro de Pesquisa em Alimentação da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Passo Fundo (RS) e também no laboratório Lamic de Santa Maria para análise de micotoxinas (substâncias químicas produzidas por fungos). 

Os testes laboratoriais comprovaram os efeitos benéficos do Opera® na qualidade dos grãos de trigo. Além dos índices de produtividade, foram avaliados pH e outros 14 parâmetros de qualidade industrial. 
Para o estudo nomeado “Avaliação do efeito, do uso de diferentes fungicidas na qualidade industrial do trigo e presença de micotoxinas”, os pesquisadores estabeleceram comparativos entre plantas tratadas com o fungicida Opera, e produtos similares e sem tratamento. Ao final de três safras, foi constatada maior força do glúten nos grãos de plantas tratadas com Opera. Esse item é responsável pelas características de expansibilidade e elasticidade da massa, conferindo melhor apresentação final aos pães, massas e biscoitos.