Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 25 de Setembro de 2020

Esporte

Brasileiros encabeçam lista de maiores finalizadores da história do Ultimate

Charles do Bronx, Demian Maia e Royce Gracie ocupam as três primeiras posições do ranking.

GloboEsporte

03 de Maio de 2020 - 19:10

O site segue com as listas de recordes do Ultimate e desta vez vamos com os principais finalizadores da história do Ultimate. Berço do jiu-jítsu no MMA, o Brasil domina o pódio no quesito. Com a posição de número 1 está Charles do Bronx, com 14 vitórias desta forma pela companhia, seguido por Demian Maia, com 11, e Royce Gracie com 10.

Se os primeiros lugares são ocupados por brasileiros, as posições seguintes do top 10 são de domínio americano. Dos sete lutadores, seis são dos Estados Unidos. Apenas Gunnar Nelson, islandês, foge à regra. Confira a lista:

1 - Charles do Bronx - 14 finalizações

Com apenas 30 anos, Charles do Bronx impressiona pela vantagem na liderança da lista. Com 26 lutas no Ultimate, o brasileiro tem 17 vitórias na companhia e 14 delas vieram através de sua especialidade. Dono de um jiu-jítsu apurado e criativo, o atleta da Chute Boxe/Diego Lima tem entre seus triunfos a primeira vitória por chave de panturrilha da história da organização, quando venceu Eric Wisely, em 2012.

Aos 42 anos, Demian Maia está na segunda colocação da lista, mas não deve ter tempo de tentar alcançar Charles no topo. O faixa-preta de jiu-jítsu venceu por finalização 11 vezes durante sua passagem pelo Ultimate, mas já declarou que seu próximo compromisso deve ser o último de sua carreira. Entre as vítimas de Demian constam nomes como Ben Askren, Carlos Condit e Chael Sonnen.

3 - Royce Gracie - 10 finalizações

Pioneiro na história da organização, Royce Gracie, hoje com 53 anos, colecionou suas finalizações nas quatro primeiras edições do UFC. Foram três no UFC 1, três no UFC 2, uma no UFC 3 e mais três no UFC 4, com destaque para as vitórias contra Ken Shamrock, na primeira edição, e Dan Severn, na quarta.

Empatado com outros três lutadores na quarta colocação, o falastrão Nate Diaz é uma ameaça quando a luta vai para o solo. Com oito vitórias por finalização no Ultimate, ele já finalizou o faixa-preta de jiu-jítsu Jim Miller e teve como ponto mais alto da sua carreira o mata-leão em Conor McGregor em 2016.

4 - Jim Miller - 8 finalizações

Aos 36 anos e recordista de lutas da história do Ultimate com 34 combates (empatado com Donald Cerrone), Jim Miller colocou a arte suave em prática para vencer seus oponentes em oito oportunidades. Sua última vitória, inclusive, foi com uma guilhotina em Clay Guida, em agosto do ano passado. Ele também finalizou outros nomes talentosos no jiu-jítsu, como Fabrício Morango e Yancy Medeiros.

Peso-pesado com mais finalizações no Ultimate, Frank Mir fez sua última luta na organização em 2016 e mesmo assim não foi alcançado ainda. O americano foi o primeiro lutador a ter finalizado Rodrigo Minotauro. Em 2011, ele chegou perto de ser nocauteado pelo brasileiro, mas mostrou toda sua técnica ao encaixar uma kimura que quebrou o braço do rival.

7 - Kenny Florian - 7 finalizações

Aposentado desde 2011, quando perdeu a disputa de título dos penas para o então campeão José Aldo, Kenny Florian viveu seu auge em seus tempos de peso-leve e meio-médio. O americano finalizou sete oponentes em sua passagem pela companhia, incluindo nomes como Takanori Gomi e Clay Guida.

7 - Joe Lauzon - 7 finalizações

Terceiro colocado entre os lutadores a ter conquistado mais bônus na história do Ultimate, com 15 premiações, Joe Lauzon causou muitos problemas aos seus oponentes com seu jiu-jítsu e finalizou em sete oportunidades.

7 - Cole Miller - 7 finalizações

Sem lutar desde 2016, Cole Miller tinha o jiu-jítsu como sua principal arma e bateu sete oponentes desta forma. Seu último triunfo foi justamente com um mata-leão contra Sam Sicilia, em 2014.

7 - Gunnar Nelson - 7 finalizações