Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 29 de Novembro de 2020

Esporte

Corinthians muda programação e frustra torcedores: "mal organizado"

As duas praças estão localizadas a uma distância de 1,3 km que não será percorrida por alguns torcedores.

Terra

18 de Dezembro de 2012 - 14:45

A alteração na parada final do trio elétrico corintiano que celebra o título do Mundial de Clubes da Fifa deixou muitos torcedores frustrados. Alguns fãs, que aguardavam desde as 9h (de Brasília) pela chegada do elenco à Praça da Força Expedicionária Brasileira (FEB), na zona norte de São Paulo, desistiram de acompanhar a celebração.

Segundo a programação divulgada pelo Corinthians, o trio elétrico que leva os jogadores da equipe e o técnico Tite deveria chegar até a Praça da FEB. Em uma mudança de última hora, porém, a celebração aberta ao público terminará na Praça Campo de Bagatelle.

As duas praças estão localizadas a uma distância de 1,3 km que não será percorrida por alguns torcedores. A corintiana Tânia, por exemplo, estava acompanhada do filho Adjo, de 5 meses, e lamentou dizendo que não caminharia com o carrinho do bebê até o outro lugar.

“Estava uma festa tão bonita, sem nenhuma violência, e agora vai todo mundo embora. Assim como eu, tem muita gente com criança e não dá para se chegar lá”, disse ela, referindo-se à Praça Campo de Bagatelle.

O torcedor Ogyan também criticou a alteração no trajeto, divulgada aos fãs por volta das 11h. “Ficou uma decepção. Eles sabiam que ia fazer essa festa, mesmo assim não souberam organizar”, disse. Funcionária de um estabelecimento na Praça Heróis da FEB, Solange foi outra corintiana a lamentar: "isso estragou o nosso barato. Estava esperando os jogadores, queria pular em cima daquele caminhão".

Enquanto que alguns corintianos desistiram de acompanhar a festa, cerca de 80% deles se dirigiu a pé para a Praça Campo de Bagatelle. Aproximadamente 3 mil pessoas aguardavam a chegada do trio elétrico na Praça da FEB.

Segundo afirmou ao canal SporTV o coronel Félix, da Polícia Militar, a alteração foi motivada pelo cansaço dos atletas, desgastados pela longa viagem desde o Japão. Após comemorarem com a torcida, os jogadores foram levados, de ônibus, até o Centro de Treinamento Joaquim Grava, no Parque Ecológico do Tietê, na zona leste de São Paulo.