Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Esporte

Costureira de 60 anos e comerciante de 57 anos garantem presença na Volta das Nações

Na parede da sala, Nilza Lucena exibe o reconhecimento por tantos quilômetros já percorridos nas corridas de rua

Daniel Pedra/Assessoria

29 de Agosto de 2013 - 07:54

O trabalho diário exige de Nilza Lucena do Nascimento, 60 anos, habilidade com as linhas, tecidos, máquinas e agulhas. Por profissão, ela escolheu ser costureira e para manter o bom-humor e a saúde em dia partiu para a prática da corrida de rua, tendo participado da Meia-Maratona Internacional do Pantanal Volta das Nações pela primeira vez em 2011. Esse foi, segundo ela, o início das participações nas corridas de rua do Estado.

“Antes eu fazia apenas musculação, então minha irmã me incentivou a correr, pois ela já faz isso há muitos anos. Experimentei e gostei. Hoje acordo de madrugada para correr”, contou Nilza do Nascimento. Os treinos são em dias alternados e, a cada dia, a média é de 10 km, tendo como resultado de tanto empenho os troféus e medalhas na parede da sala. “Já participei de diversas corridas e consegui medalhas e troféus. É gratificante concluir o percurso e trazer para casa esse sinal de reconhecimento”, disse.

Na avaliação de Nilza do Nascimento, a realização da Volta das Nações é incentivo à qualidade de vida das pessoas. “A corrida é algo muito mágico, a gente se sente bem mais leve e não adoece. É só começar e devagar a gente consegue começar a corrida. Eu incentivo todo mundo a correr, pois isso faz um bem enorme para mim”, pontuou.

O bem-estar descrito pela costureira é resumido em disposição pelo comerciante José Rogério Facre Pinto, 57 anos. Adepto da atividade física, sempre jogou futebol, anda de bicicleta ou mesmo caminhada. “Há seis anos começou a vontade de superar limites e comecei a correr, não parei mais. Por semana chego a correr 30 km”, contou.

Para ele, a realização da Volta das Nações é um grande incentivo para quem já tem a corrida como prática e também a quem ainda não iniciou a caminhada. “Estamos falando da maior corrida de rua do Estado, que incentiva a todos começarem a praticar atividades físicas”, disse. Como preparação, José Rogério geralmente treina à noite e garante que é preciso ter persistência e disciplina. “Por conta das atividades físicas não tenho problemas de saúde e estou sempre ativo, com bom-humor e muita disposição”, declarou ele, que também integra um grupo de ciclismo e faz, em média, 150 km por semana.

Inscrições

Os interessados em participar da Volta das Nações têm até o dia 30 de setembro se inscrever pelo site www.voltadasnacoes.ms.sesi.org.br ou também no Clube do Trabalhador do Sesi na Capital, localizada na Rua Alberto Lamego, 130, no Bairro Santa Luzia, ou na sede da Fams (Federação de Atletismo de Mato Grosso do Sul), na Rua Itápolis, 210, Bairro Ibirapuera. Segundo o superintende do Sesi, Michael Gorski, a expectativa é contar com a participação de 25 mil pessoas, entre atletas profissionais e amadores. As novidades para este ano são a alteração do percurso da prova, colocação de pórtico duplo para evitar problemas com a chegada de atletas corredores do percurso de 10 km, disponibilização de manual eletrônico para ser enviado pela Internet aos participantes e novos horários para as largadas.

"Além disso, os trajetos das três provas foram alterados para tornar o percurso mais arborizado, ocasionando a diminuição dos desgastes dos atletas devido ao forte calor que faz na região em outubro. As mudanças também reduzirão o transtorno aos moradores do entorno do Parque do Sóter e Carandá Bosque", detalhou Michael Gorski.

Na edição deste ano, além do sorteio de um automóvel 0 km (avaliado em R$ 30 mil) entre todos os participantes das três provas que concluírem os respectivos percursos e aguardarem a premiação, a Volta das Nações vai distribuir R$ 98.386,00 em dinheiro para os 5 primeiros colocados da meia-maratona nas categorias geral masculino e feminino e indústria masculino e feminino, bem como para os três primeiros colocados da meia-maratona nas categorias cadeirante e deficiente visual masculino e feminino e para os três primeiros colocados da categoria indústria masculino e feminino da corrida de 10 km. Além disso, todos os primeiros colocados de todas as categorias vão receber troféus.

Serviço - Mais informações ou inscrições na 5ª Meia-Maratona Internacional do Pantanal Volta das Nações podem ser obtidas pelo site www.voltadasnacoes.ms.sesi.org.br