Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Esporte

De craque a sócio, Gabriel Jesus dá adeus ao Palmeiras: "Para a vida toda"

Atacante se despede do Verdão em entrevista coletiva, agradece a parceiros no clube e admite que não atua no próximo domingo, em Salvador

Globo Esporte

07 de Dezembro de 2016 - 15:44

O atacante Gabriel Jesus concedeu na manhã desta quarta-feira, na Academia de Futebol, sua última entrevista coletiva como jogador do Palmeiras. O atleta de 19 anos conteve a emoção, ganhou uma carteirinha de sócio-torcedor do clube (com o número 33) e admitiu que não atuará diante do Vitória, domingo, em Salvador, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. 

Após um acordo entre as diretorias do Verdão e do Manchester City, ficou acertado que Gabriel terá um período de férias antes de se apresentar ao clube inglês, no início de janeiro. Dessa maneira, seu último jogo com a camisa alviverde foi na vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, resultado que assegurou o título brasileiro ao Palmeiras.

– Foi marcada essa coletiva porque é de despedida, sim. Até queria ir para Salvador, vontade é o que não falta. Foi tudo conversado, planejado. É um momento de descansar, ter férias. Faz dois anos que não tenho férias, venho numa sequência boa, fazendo o que eu amo. Conversando com todos, foi decidido que é melhor ficar fora desse jogo – afirmou o atacante.

Os últimos dias na Academia de Futebol tem sido dedicado às despedidas a jogadores, comissão técnica, diretoria e funcionários do CT palmeirense. Gabriel Jesus fez questão de lembrar de todos que o ajudaram de alguma forma no rápido crescimento como jogador profissional, em trajetória iniciada em março do ano passado.

– Todos os dias, desde o primeiro dia que cheguei da base e vim treinar. Todos os treinadores que me treinaram, Oswaldo (de Oliveira), Marcelo (Oliveira), Cuca, Alberto (Valentim). Todas as comissões, todos os jogadores. Levo o Palmeiras inteiro, porque é um clube que me abriu as portas, me deu oportunidade de mostrar meu futebol e ajudá-lo, assim como me ajudou. A lembrança do Palmeiras vai ser eterna. Toda vez que pisar em São Paulo, eu vou vir ao Palmeiras – disse.

– Não consegui falar com todos. Está sendo meio complicado. Vim aqui falar com meus companheiros, não tem como não se emocionar. Mas vou ficar de boa, tentar segurar a emoção. É complicado, mistura tudo. É um clube que me abriu as portas. Estou aqui desde 2012, no profissional desde 2015. É um clube que vou levar para a vida toda.

O atacante também fez questão de agradecer à torcida, tanto pelo apoio, quanto pelas críticas. No ano passado, ele ganhou uma música personalizada: "Glória, glória, aleluia... É Gabriel Jesus!".

– Deixo os agradecimentos por tudo que fizeram por mim. Por cada elogio, por cada crítica, que também é importante. Deixo meus agradecimentos e minhas sinceras desculpas se algum dia fiz algo que não deixou a torcida feliz. Já fui torcedor, você trabalha o mês todo para poder ir ao estádio. Eles sabem que não é fácil fazer as coisas acontecerem. E falar como o Marcos falou, para não esquecerem de mim, porque não vou me esquecer deles – afirmou.

Gabriel Jesus se despede do Palmeiras com 85 jogos disputados como profissional e 28 gols marcados. Ele foi titular nas conquistas da Copa do Brasil de 2015 e do Campeonato Brasileiro de 2016.