Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 2 de Dezembro de 2021

Esporte

Em jogo quente, Brasil reage e vence Portugal de virada nos EUA

O começo da partida ficou marcado pelo clima quente entre os jogadores, já que houve faltas duras dos dois lados e discussões de Neymar com Pepe e João Pereira.

Terra

11 de Setembro de 2013 - 07:27

Depois de golear a Austrália, a Seleção Brasileira passou por um teste mais duro nesta terça-feira: diante de Portugal, o time nacional teve dificuldades por causa do clima quente entre os jogadores e também pelo gol marcado por Raul Meireles. Mas a equipe de Felipão mostrou poder de reação para vencer por 3 a 1, no amistoso disputado em Boston, nos Estados Unidos.

A vitória confirma a boa fase do Brasil, que ainda deve disputar quatro jogos até o final do ano - duas partidas estão confirmadas, contra Coreia do Sul e Zâmbia, nos dias 11 e 15 de outubro, respectivamente. Mais duas partidas devem ser agendadas para novembro. Por fim, em 2014, antes da convocações para a Copa do Mundo, um amistoso deve acontecer em março.

Já Portugal ainda precisa se preocupar com a classificação para o Mundial de 2014. Nesta terça, a seleção mostrou muito interesse e vontade no amistoso, apesar do jogo ser "fora de hora" - eles estão ameaçados de ir para a respescagem das Eliminatórias e decidirão o futuro em dois jogos que serão disputados em outubro.

O começo da partida ficou marcado pelo clima quente entre os jogadores, já que houve faltas duras dos dois lados e discussões de Neymar com Pepe e João Pereira. Mas Portugal resolveu jogar bola primeiro, principalmente com Raul Meireles. Primeiro ele acertou a trave em um cabeceio, aos 11min, e depois abriu o placar: Maicon errou ao recuar a bola para Júlio César, e o volante apareceu para fazer o gol com apenas um toque.

Mas o susto fez o Brasil também se concentrar no jogo e reagir com muita vontade e qualidade. Tanto que o empate já saiu seis minutos depois: após cobrança de escanteio pela esquerda, Thiago Silva cabeceou bonito e com muita força para empatar o jogo.

Na comemoração do seu gol, Thiago Silva foi abraçar e apoiar Maicon, mas uma nova falha do lateral quase resultou em gol de Nani, de cabeça aos 31min. Porém, Neymar resolveu acabar sozinho com a tensão brasileira no jogo: aos 34min, ele arrancou pelo meio, passou entre dois defensores portugueses em velocidade e decretou a virada com um golaço.

Com a intenção de melhorar a defesa, Portugal voltou com Luís Neto no lugar de Pepe, mas não adiantou: já aos 4min, Neymar lançou na ponta esquerda para Maxwell, que deixou Jô na cara do gol para marcar mais uma vez.

Era o que o Brasil precisava para desmotivar de vez os portugueses, que não conseguiram mais assustar o goleiro Júlio César. Felipão viu o time nacional recuar e promoveu as entradas de Oscar, Hernanes e Alexandre Pato para melhorar o andamento da partida, que já estava quase sonolenta. O Brasil voltou a empolgar, teve chances em jogadas aéreas e também apostou em dribles para levantar a torcida, que gritou "olé" nos minutos finais para completar a festa.