Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 20 de Setembro de 2020

Esporte

Em meio a caos no calendário da F1, circuito em Portugal vira opção

Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, recebeu a licença "Grau 1" da FIA e agora pode sediar GPs de Fórmula 1; circuito foi usado por equipes em 2008 e 2009

Globo Esporte

09 de Abril de 2020 - 09:15

Em meio as incertezas no calendário da F1 provocadas pela pandemia de coronavírus, a categoria tem agora uma nova opção para realizar corridas na Europa quando a temporada começar - sem precisar repetir pistas ou usar traçados invertidos, como tem sido sugerido atualmente.

O Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, Portugal, recebeu da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) o "Grau 1", homologação que permite realizar Grandes Prêmios de Fórmula 1.

Para alcançar o grau máximo da FIA, o circuito passou por diversas reformas em 2008 e chegou até a receber equipes de F1 para testes privados naquele ano e no seguinte.

A pista, que tem diversas configurações de traçado, sendo o menor com 3.465m e o maior, para a F1, com 4.684m, também é homologada pela Federação Internacional de Motovelocidade para receber provas da MotoGP

Inclusive, o autódromo já recebeu campeonatos em duas rodas, com o Campeonato Mundial de Superbike, bem como provas de categorias tradicionais de quatro rodas, como Fórmula 3 europeia, WTCC (Campeonato Mundial de Carros de Turismo) e FIA GT.

O principal ponto negativo no uso da pista de Algarve para a F1 seria a distância para o aeroporto mais próximo, ainda mais em um momento sensível financeiramente para a categoria e para as equipes.

A última corrida da Fórmula 1 em Portugal foi realizada em 1996, em Estoril, que sediou 13 corridas, mas que acabou saindo do calendário por falta de modernização da pista.