Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 13 de Junho de 2024

Esporte

Em um jogo de cinco gols, Atlético-GO passa pelo Figueirense e vence a 1ª no Brasileiro

Os catarinenses permanecem com oito pontos e também seguem ameaçados pelo rebaixamento

Uol Futebol

20 de Julho de 2012 - 08:05

O torcedor do Atlético-GO pode respirar aliviado. Após dez rodadas, a equipe conseguiu vencer uma partida pela atual edição do Campeonato Brasileiro. Em um jogo de cinco gols e alternâncias no placar, o time goiano triunfou por 3 a 2, nesta quinta-feira, no Serra Dourada, mas permanece na lanterna da competição.

Os catarinenses permanecem com oito pontos e também seguem ameaçados pelo rebaixamento. Caio, duas vezes, Márcio, Felipe e Joílson fizeram os gols da partida. O Atlético-GO iniciou a partida com novidades na escalação. Gilson acabou sendo barrado antes da partida porque tomou um remédio antigripal que contém substâncias consideradas dopantes.

Assim, Reniê compôs a dupla de zaga com Gabriel. Além disso, Jairo Araújo escalou o ataque com o trio Wesley, Vanderlei e Felipe. No Figueirense, a principal novidade foi a entrada do meia Ronny. Isto porque, o atacante Loco Abreu se lesionou durante a semana e a linha de frente foi formada por Caio e Júlio César.

O jogo iniciou com o Atlético-GO tentando colocar pressão no Figueirense para tentar iniciar uma recuperação no Brasileiro. O Figueirense, por outro lado, tentava marcar e saía de forma compacta nos contra-ataques.

As duas equipes, porém, demonstravam pouca inspiração para oferecer perigo ao gol do adversário. O Atlético-GO acabou assustando em uma boa cobrança de falta de Felipe, aos 19. Wilson fez uma boa defesa. A resposta do Figueirense veio logo em seguida em um pênalti, que Caio cobrou e colocou os catarinenses em vantagem, aos 23.

Com a desvantagem no placar, os donos da casa tentaram mostrar força para tentar igualar o placar. Wesley teve uma boa chance, aos 26, quando tentou encobrir Wilson. Com o passar do tempo, a torcida passou a ficar impaciente e começou a vaiar o time goiano.

Mesmo sem jogar bem, os rubro-negros acabaram conseguindo empatar a partida também em um pênalti. Após cobrança de escanteio, Fabiano Silva derrubou Pituca dentro da área. Na cobrança, Márcio cobrou com categoria e igualou o placar, aos 38. Foi o terceiro gol do goleiro artilheiro no ano. O ritmo da partida e no último lance da etapa, o arqueiro contou com a sorte para não descer para o vestiário com a sua equipe em vantagem. Aos 45, Guilherme Santos chutou cruzado e a bola bateu no travessão.

O Atlético-GO iniciou o segundo tempo com Diogo Campos e Joilson nos lugares de Vanderlei e Bida, respectivamente. O Figueirense, por outro lado, retornou com a mesma formação.

Com as substituições, os donos da casa aumentaram a velocidade na frente e melhoraram a força ofensiva. A virada aconteceu, aos 13, com Felipe. O atacante arriscou de fora da área e a bola desviou na defesa catarinense antes de entrar. Entretanto, os goianos tiveram pouco tempo para comemorar porque apenas quatro minutos depois Caio empatou a partida novamente, em mais uma cobrança de pênalti.

A partida melhorou e na base da vontade os dois times se mandavam para o ataque tentando sair na frente. O Atlético-GO era mais agressivo e demonstrava mais organização na frente, entretanto, os erros na frente permitiam a reação do adversário. A partida caminhava para um empate, mas coube a Joilson desempatar o jogo, aos 37, deixar os donos da casa em vantagem e comemorar o primeiro triunfo da equipe na competição.