Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 21 de Junho de 2024

Esporte

Léo Moura brinca sobre Inacreditável Futebol Clube: ‘Lugar é do Deivid

O departamento médico alega que sua substituição já estava prevista e apontou ter detectado só cansaço no atleta

Globo Esporte.com

21 de Agosto de 2012 - 16:39

Fim de jogo no Engenhão. Em meio à alegria pela vitória por 1 a 0 diante do Vasco, Léo Moura chegou ao vestiário e foi alvo de gozações dos companheiros, em especial de Deivid, que perguntou se o lateral-direito queria assumir seu lugar no Inacreditável Futebol Clube, quadro da Rede Globo.

Aos 38 minutos do segundo tempo do clássico, o camisa 2 recebeu cruzamento rasteiro de Adryan e perdeu chance incrível de ampliar o placar (veja o vídeo). Léo Moura errou a finalização, mas emendou uma letra certeira em tom de brincadeira para o atacante.

- Ficaram me zoando, mas o lugar (do Inacreditável) é do Deivid por dois motivos: primeiro, fui eu que dei o passe para o gol que ele perdeu; outro é porque ele é atacante (risos) – brincou Léo Moura.

O tom mais relaxado do lateral tem explicação. Mesmo com o gol que perdeu, o Flamengo venceu o jogo, ao contrário do que aconteceu quando Deivid assumiu a vaga de titular do Inacreditável Futebol Clube. No confronto pela semifinal da Taça Guanabara, o camisa 9 desperdiçou chance incrível quando o placar marcava 1 a 1. O Vasco venceu (2 a 1) e deixou o Rubro-Negro fora de decisão. E, por coincidência, o mesmo Léo Moura que desperdiçou neste domingo foi quem serviu o atacante.

No vestiário do Engenhão, até Deivid chegou a brincar com sua própria desgraça:

- Pô, na hora que o Léo perdeu o gol viraram logo a câmera para mim. Já deviam estar lembrando.

Brincadeiras à parte, Léo Moura disse que assistiu ao lance outras vezes pela televisão. E assumiu o erro.

- Assisti ao lance quando cheguei em casa e me cobrei muito, pois não tem desculpa perder um gol daquele, mesmo com o campo irregular – disse o jogador.

Léo Moura levou um puxão de orelha imediato, numa cobrança familiar quando ainda deixava o Engenhão na noite de domingo.

- A Isabella (filha caçula) estava no estádio com a Camila (mulher do jogador), e depois me cobrou quando estávamos no carro. Quer dizer... as duas cobraram – revelou Léo Moura.

Ele fez uma promessa que se estende aos torcedores:

- Falei que vou me redimir na próxima oportunidade.