Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 26 de Outubro de 2020

Esporte

Loco Abreu pede para voltar e Botafogo já se decidiu

O desejo de Loco Abreu, no entanto, não será realizado. Parte da diretoria o considera desagregador e que seu retorno não faria bem ao Botafogo.

Uol

19 de Fevereiro de 2014 - 15:30

Um dos maiores ídolos recentes do Botafogo, Loco Abreu quer voltar ao clube. Conhecido mundialmente pela forma irreverente de cobrar pênaltis, ele mostra entender de 'cavadinha' também fora das quatro lindas.

O camisa 13 tem contrato com o Rosário Central-ARG até junho e busca voltar ao Alvinegro, que já tomou sua decisão sobre o possível retorno. O Botafogo é grato por tudo o que Loco Abreu fez pelo clube nos pouco mais de dois anos em que defendeu as cores de General Severiano. Porém, a diretoria vê que o ciclo do uruguaio acabou e que o atacante não teria espaço no atual elenco alvinegro.

Outra justificativa para o Botafogo não recontratar Loco Abreu é a questão do limite de estrangeiros. O Alvinegro já conta com os cinco gringos que têm direito – Lodeiro, Bolatti, Tanque Ferreira, Mario Risso e Zeballos, que assinou na última terça-feira e decretou o fim do sonho do uruguaio.

Loco Abreu sabe que tem moral com a torcida do Botafogo, que ainda vê o ataque como um setor que necessita reforço. Assim, o uruguaio voltou a se manifestar sobre o Alvinegro e até mesmo foi humilde de reconhecer que errou ao sair do clube em 2012, ao se recusar a ser reserva.

O que aconteceu comigo no Fogão foi especial. Foi além do jogador de futebol, tocou outros sentimentos, como pessoa e atleta. Vai ficar na lembrança para toda vida. Tenho um carinho que continuará para sempre.

Desejo o melhor para o clube sempre, pois sempre senti o carinho do torcedor. Nas ruas, no gramado... É um clube que ganhou muita importância na minha vida, disse à Rádio Globo.

Quando saí a torcida ficou chateada com o Oswaldo de Oliveira, mas não foi justo. Eu tomei a decisão de sair. Quem errou fui eu. Oswaldo tinha uma mentalidade e eu me encaixaria no elenco, mas não no time titular.

Ele achava que eu poderia ser importante, mas minha personalidade me atrapalhou e me precipitei na decisão de sair. Agora passou o tempo e fiquei com saudades, queria voltar para dar um final feliz, completou.

O desejo de Loco Abreu, no entanto, não será realizado. Parte da diretoria o considera desagregador e que seu retorno não faria bem ao Botafogo.

O uruguaio, no entanto, mantém contato com outros dirigentes e pede para voltar ao clube. Com idade avançada e com forte resistência no clube atualmente, a possibilidade de ver o Abreu em General Severiano fica para quando ele já não mais vestir a camisa 13 e iniciar a carreira de treinador.