Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Esporte

Mano exalta Carlos Eduardo e admite escalar Hernane e Moreno juntos

Técnico classifica atuação do camisa 20 como a melhor desde que chegou ao Fla e condiciona dupla de centroavantes à formação defensiva da equipe

Globo Esporte.com

13 de Setembro de 2013 - 08:45

Quando o nome de Carlos Eduardo apareceu entre os titulares do Flamengo no placar eletrônico do Maracanã na noite desta quinta-feira, grande parte da torcida vaiou. Depois da boa atuação do camisa 20 – que pela primeira vez ficou 90 minutos em campo na vitória por 2 a 1 sobre o Santos (veja os lances no vídeo ao lado) –, Mano Menezes observou ter sido o melhor jogo do meia e a volta da confiança. E a mesma torcida que vaiou teve que aplaudir Cadu depois do passe para o gol de Hernane.

- Foi a melhor atuação de Carlos Eduardo no Flamengo. Foi participativo, assumiu a responsabilidade, conseguiu ser mais intenso, armou parte das principais jogadas. É isso que ele precisa manter, aí o torcedor vai gostar, pois é isso que quer ver no Carlos Eduardo. A equipe precisa de um jogador assim. Temos Paulinho, Gabriel, jogadores de maior condução de bola, de fazer a beirada de campo. Precisamos de outro que pense mais, dose o ritmo de jogo. Sentimos novamente a confiança de iniciar com o Carlos Eduardo. Aumentou a confiança. Essa é a parte mais importante para continuar com a expectativa de crescimento - analisou Mano, depois da vitória.

A tendência é que Carlos Eduardo seja mantido como titular para a partida diante da Ponte Preta, domingo, em Campinas. Para o duelo, Mano ainda vai decidir como armar a equipe. O treinador admitiu a hipótese de escalar Hernane e Moreno na frente. Depois de servir a seleção do seu país, o boliviano chegou a se apresentar na concentração do time na noite de quarta-feira, mas foi vetado da partida contra o Santos por conta de problema de saúde.

- Não tivemos o Moreno, pois ele chegou febril, com garganta infeccionada. Chegou sem condição, estava muito debilitado. Nós o liberamos, mas ele vai para Campinas. Vamos escolher entre um ou outro, os colocar os dois, dependendo da formação que escolher para a parte defensiva. Vamos pensar nisso para o próximo jogo - despistou.

Com o gol diante do Santos, Hernane chegou a 21 na temporada, sendo seis no Brasileirão. Marcelo Moreno tem 12 jogos no Brasileirão, sendo dez como titular, e apenas dois gols.

Mano comentou ainda as mudanças que tem feito na equipe, seja por opção tática, lesões ou suspensões:

- A parte mais importante é definir uma forma de jogar. Quando tem isso definido e dá segurança, você troca os nomes, mas mantém a ideia de jogo. Precisamos variar um pouco diante de alguns adversários. Não gosto de fazer, mas ainda preciso. A outra questão é o desgaste.