Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 28 de Novembro de 2020

Esporte

Palmeiras é rebaixado no Brasileirão após empate entre Grêmio e Portuguesa

Agora com 34 pontos, a equipe alviverde só chega a 40 pontos. Primeiro time fora da zona da degola, a Portuguesa já soma 41.

Gazeta Esportiva

19 de Novembro de 2012 - 08:33

Vagner Love foi vaiado pela torcida do Flamengo no estádio Raulino de Oliveira até os 43 minutos do segundo tempo, quando balançou a rede e definiu o empate por 1 a 1 com o Palmeiras, determinando o rebaixamento de seu ex-time à Série B do Campeonato Brasileiro. O Verdão teve a confirmação da queda um pouco mais tarde, após o empate da Portuguesa diante do Grêmio.

Agora com 34 pontos, a equipe alviverde só chega a 40 pontos. Primeiro time fora da zona da degola, a Portuguesa já soma 41.

O Verdão esteve próximo da vitória, graças ao gol marcado por Vinícius aos 17min do segundo tempo. O Flamengo já estava com um a menos, no finalzinho, quando Vagner Love, após uma série de tentativas frustradas, teve um chute desviado por Román e venceu o goleiro Bruno.

O JOGO - Foi o Palmeiras que começou melhor em Volta Redonda. Com Artur fechando a defesa pela direita como um terceiro zagueiro, Juninho tinha liberdade para avançar pela esquerda. Mas era pela direita mesmo, no espaço deixado pelo lateral flamenguista Ramon, que estava o caminho.

Em dez minutos, o Verdão tinha aparecido bem por ali em três oportunidades. Na primeira, Barcos teve o cabeceio bloqueado após cruzamento de Maikon Leite. Na segunda, o próprio Leite bateu de fora da área. Em seguida, foi Artur quem apareceu com liberdade, em uma das viradas de jogo que iludiam facilmente a marcação rubro-negra.

O Flamengo tinha no cabeça de área Amaral o único jogador realmente eficiente no meio-campo. Renato Abreu procurava ajudá-lo, mas a saída dos donos da casa era péssima, o que ficou claro quando Ibson ofereceu chance para Tiago Real da meia-lua.

Após cerca de 20 minutos, o nervosismo alviverde começou a aparecer. Juninho, que também tinha espaço nas viradas de jogo, era o retrato do desespero, o que equilibrou as ações na metade final do primeiro tempo.

Se levou novo susto em tabela de Mazinho com Barcos, o Fla ao menos começou a chegar com perigo do outro lado. A chance mais clara foi dos cariocas, já nos acréscimos, quando Hernane acertou pela primeira vez no jogo e deixou Vagner Love em ótima posição para marcar, mas o camisa 99 bateu mal.

No intervalo, Dorival Júnior trocou o pouco eficiente Cléber Santana por Wellington Bruno e viu resultado rápido. A equipe rubro-negra passou a trocar passes com muito mais agilidade e a rondar o gol de Bruno. O Palmeiras, antes da marca dos 10 minutos da etapa final, teve de colocar Vinícius no lugar do contundido Tiago Real.

A troca acabou sendo boa, já que Vinícius entrou bem pela esquerda, empurrando Mazinho para o meio. O camisa 25 rapidamente fez uma boa jogada na qual os palmeirenses pediram pênalti em Barcos. Aos 17 minutos, ele arriscou de fora da área e contou com a colaboração de Paulo Victor para abrir o placar.

Aí o Flamengo partiu de vez ao ataque, oferecendo bastante espaço aos contra-ataques. Enquanto Vagner Love era vaiado pela péssima partida que fazia, Maikon Leite perdeu duas chances na cara de Paulo Victor que teriam matado o jogo.

Paulo Sérgio, que havia entrado bem, acabou sendo expulso por revidar falta de Román. E a torcida do Flamengo já parecia satisfeita em tripudiar os palmeirenses pelo gol do Bahia, péssimo para o Verdão. Aí, aos 43, Love recebeu bola longa, bateu de pé esquerdo e contou um daqueles desvios, de Román, que pode ficar marcado na história.