Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 25 de Setembro de 2020

Esporte

Palmeiras pede mais tempo ao Nacional para pagar parcela da contratação de Matías Viña

Verdão quer quitar uma parte do compromisso de março só no segundo semestre

GloboEsporte

19 de Abril de 2020 - 16:45

O Palmeiras solicitou ao Nacional, do Uruguai, mais tempo para cumprir as obrigações financeiras restantes pela contratação do lateral-esquerdo Matías Viña.

O atleta de 22 anos foi contratado pelo Verdão no dia 31 de janeiro. O acordo foi fechado em R$ 16,5 milhões na época, em três vezes. Após acordo com os uruguaios, a diretoria do Palmeiras pagou dois terços da parcela de março. O restante seria pago em abril, mas o Verdão negocia para quitar este valor no segundo semestre.

Sem jogos, houve diminuição na entrada de dinheiro e consequentemente uma preocupação maior com fluxo de caixa. O Dinamo de Kiev, por exemplo, solicitou ao Verdão quitar uma das parcelas da venda de Tchê Tchê, que venceria em março, somente no segundo semestre.

A informação do pedido alviverde foi publicada neste domingo pelo Ovación Digital, do El País, do Uruguai. O Palmeiras tem expectativa de conseguir manter nos próximos meses a cota de seus patrocinadores. O investimento da Crefisa e da FAM, por exemplo, é de R$ 81 milhões por ano apenas pela exposição das marcas no uniforme alviverde.

O clube, porém, tem cautela para avaliar a situação financeira durante o período sem jogos por causa da pandemia do novo coronavírus. Com o grupo de férias até o fim do mês, ainda se discute quais medidas serão tomadas a partir de maio.

Na semana passada, as equipes que disputam a Série A1 do Campeonato Paulista decidiram com a Federação Paulista de Futebol que o torneio será disputado dentro de campo, mas ainda não há prazo para a retomada da competição. Os clubes discutem com a entidade protocolos de saúde e de segurança.