Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Esporte

Pettis sobre problemas para bater o peso: "Meu corpo não aguentou mais"

"Showtime" disse que deu tudo de si para chegar ao limite da categoria e garante que não perderá a luta principal do UFC 206: "O plano sempre foi acabar com o Holloway"

Combate.com

10 de Dezembro de 2016 - 07:37

Anthony Pettis teve problemas para bater o peso-pena (até 65,8 kg) na pesagem oficial do evento, nesta sexta-feira. Por conta disso, mesmo que consiga derrotar Max Holloway na luta principal do UFC 206, em Toronto (CAN), neste sábado, o americano não conquistará o cinturão interino da categoria, que só será entregue caso Holloway vença.

"Showtime", que bateu 67,1 kg na balança oficial, também dará 20% de sua bolsa ao adversário. O americano, que nunca tinha tido problemas desse tipo em 25 lutas profissionais, disse ao site "MMA Fighting" que chegou a Toronto pesando 69,4 kg e que chegou a baixar para 66,4 kg, pouco antes de seu time decidir que ele não cortaria mais peso.

- Foi uma decisão do time. O meu corpo não perdia esse peso extra por nada. Nós fizemos tudo o que pudemos, tudo estava saindo como o planejado, mas o meu corpo não aguentou mais. Não tinha mais nada para tirar. No final, nós decidimos que a minha carreira e a minha saúde eram mais importantes do que essas duas libras extras de peso - declarou.

Pettis explicou que chamou um médico do UFC após sentir dificuldades para controlar a respiração, ter ânsia de vômito e refluxo gástrico. O médico o aconselhou a não ser levado para o hospital, mas concordou que o melhor era não deixá-lo mais perder peso. Por isso, o lutador se reidratou um pouco antes de subir na balança, ficando 1kg e 300 gr acima do limite da categoria para lutas que valem o cinturão.

"Showtime" se disse extremamente desapontado por conta do episódio e garantiu que nada mudará a sua vontade de derrotar Holloway:

- Não estou aqui pelo cinturão interino. Originalmente, essa luta não era pelo título. O plano sempre foi acabar com o Max Holloway e ele não vai me vencer - finalizou.

O Combate transmite o UFC 206 ao vivo e com exclusividade neste sábado, a partir de 21h15 (horário de Brasília). O Combate.com acompanha o evento em Tempo Real no mesmo horário, e exibe as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo ao vivo. 

Confira os pesos:

UFC 206
10 de dezembro, em Toronto (CAN)
CARD PRINCIPAL
Peso-pena (até 65,8kg): Max Holloway (65,8kg) x Anthony Pettis * (67,1kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Donald Cerrone (77,3kg) x Matt Brown (77,6kg)
Peso-pena (até 66,3kg): Cub Swanson (66,2kg) x Doo Ho Choi (66kg)
Peso-médio (até 84,4kg): Tim Kennedy (84,4kg) x Kelvin Gastelum (83,9kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Jordan Mein (77,1kg) x Emil Meek (77,3kg)
CARD PRELIMINAR
Peso-meio-pesado (até 93,4kg): Nikita Krylov (93,4kg) x Misha Cirkunov (93kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Olivier Aubin-Mercier (70,8kg) x Drew Dober (70,8kg)
Peso-palha (até 52,7kg): Valerie Letourneau ** (53,3kg) x Viviane Sucuri (51,7kg)
Peso-galo (até 61,7kg): Mitch Gagnon (61,5kg) x Matthew Lopez (61,7kg)
Peso-leve (até 70,8kg): John Makdessi (70,3kg) x Lando Vannata (70,8kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Jason Saggo (70,3kg) x Rustam Khabilov ** (71,9kg)
Peso-mosca (até 57,2kg): Zach Makovsky (56,7kg) x Dustin Ortiz (56,7kg)

* Não bateu o peso e, além de perder 20% da sua bolsa, se vencer a luta, não ficará com o cinturão interino dos pesos-penas

** Não bateu o peso e cederá 20% da sua bolsa ao adversário