Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 6 de Julho de 2022

Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul participa de evento da ONU para debater redução de risco de desastres

A Plataforma Global é promovido pela ONU e acontece entre 23 a 28 de maio em Bali, na Indonésia.

Portal do MS

25 de Maio de 2022 - 16:47

Mato Grosso do Sul participa de evento da ONU para debater redução de risco de desastres

O coordenador da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul (Cedec), coronel Fábio Catarinelli, compõe a delegação brasileira durante a 7ª sessão da Plataforma Global para Redução do Risco de Desastres, promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em Bali, na Indonésia.

Representando Mato grosso do Sul, o coordenador da Defesa Civil estadual destacou a importância da participação no evento da ONU. “Muito do que o Mato Grosso do Sul tem feito nas suas diversas secretarias também tem sido feito em outros países. Nesse evento estou tendo a oportunidade tanto receber como compartilhar experiências na área de redução de risco de desastres”, disse.

O  coronel Fábio Catarinelli também enfatizou o intercâmbio de informações com representantes de todo o mundo. “Uma das atividades que acho bastante interessante é a oportunidade de conversar com representantes de outros países que também enfrentam dificuldades na redução do risco de desastres, mas que também tem inovado”, pontuou.

Esta é a sétima edição do evento, que reúne governos, sistema da ONU e outros atores para troca de experiências e conhecimentos sobre a redução do risco de desastres, bem como avaliar e discutir o avanço de ações para construir sociedades mais resilientes. A Plataforma Global é promovido pela ONU e acontece entre 23 a 28 de maio em Bali, na Indonésia.

Durante o evento está sendo verificado a implementação do Marco de Sendai, adotado na Terceira Conferência Mundial sobre Redução do Risco de Desastres, realizada em 2015, no Japão. O Marco definiu a compreensão do risco como a primeira prioridade, pois permite que a gestão pública priorize ações de prevenção com base em dados objetivos. O Marco de Sendai, que tem vigência até 2030, também será revisado no evento.