Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Policial

Advogado confirma duas prisões por suspeita de morte de delegado

A OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul) acompanha o caso e recomenda que as investigações também levem em conta um dossiê feito pela vítima.

G1 MS

23 de Agosto de 2013 - 07:19

Dois homens estão presos suspeitos de envolvimento no assassinato do delegado aposentado Paulo Magalhães, ocorrido no dia 26 de junho, no Jardim dos Estados, em Campo Grande.

A informação é do advogado de um deles, Rene Siufi, que afirma que o cliente é inocente. “Ele não tem envolvimento. Tanto que não tem que poderia ter fugido, mas se apresentou”.

De acordo com o advogado, o cliente dele se apresentou à Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestro) na segunda-feira e como já havia mandado de prisão contra ele, ficou preso. Siufi ainda não entrou com pedido de liberdade. “Ainda analiso o inquérito”, disse. Segundo Siufi, outro suspeito também está preso. Este, de acordo com o advogado, se apresentou também ao Garras, mas nessa quarta-feira.

O crime

Paulo Magalhães, 57 anos, foi executado com seis tiros quase em frente à escola onde a filha dele estuda. Ele estava indo buscar a menina quando foi alvejado.Segundo a polícia, o crime foi cometido por dois homens em cima de uma moto. O garupa teria sido o autor dos disparos.

Advogado e professor universitário, Magalhães era também presidente da ONG (Organização Não-Governamental) Brasil Verdade, criada por ele para denunciar casos de corrupção e irregularidades na administração pública.

A OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul) acompanha o caso e recomenda que as investigações também levem em conta um dossiê feito pela vítima.

De acordo com a OAB, o documento reúne denúncias contra autoridades de Mato Grosso do Sul. O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) já tinha confirmado a existência do dossiê, porém, não revelou nomes das pessoas citadas no relatório.