Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Maio de 2024

Policial

Avião com meia tonelada de cocaína é interceptado pela FAB

Ao ingressar no espaço aéreo brasileiro, o avião passou a ser monitorado.

Dourados News

10 de Abril de 2024 - 08:13

Avião com meia tonelada de cocaína é interceptado pela FAB
Avião transportava mais de meia tonelada de cocaína - Crédito: Divulgação/PF

A FAB (Força Aérea Brasileira) interceptou na manhã de terça-feira (9/4), nas proximidades de Londrina (PR), uma aeronave de modelo Cessna 182, matrícula PT-CPR, com mais de 500 quilos de cocaína que ingressou no espaço aéreo brasileiro pelo Mato Grosso do Sul, oriunda do Paraguai.

Dois aviões de defesa aérea A-29 Super Tucano e o avião radar E-99 foram empregados na missão, realizada em conjunto com a Polícia Federal (PF). Ao ingressar no espaço aéreo brasileiro, sem plano de voo, o avião passou a ser monitorado pelo COMAE e pela PF (Polícia Federal).

A partir de então, os pilotos de defesa aérea seguiram os protocolos das Medidas de Policiamento do Espaço Aéreo (MPEA), a aeronave foi classificada como suspeita, conforme previsto no Decreto 5.144, de 16 de julho de 2004, e foi constatado que estava com matrícula clonada.

Na sequência, foi determinado pelo piloto do A-29 pouso obrigatório em Londrina. A aeronave não cumpriu a ordem e fez um pouso forçado em uma pista de terra nas proximidades de Santa Cruz do Rio Pardo (SP), por volta das 11h.

Depois disso, a Polícia Federal assumiu as Medidas de Controle de Solo (MCS), quando o piloto foi detido e a carga que transportava apreendida. Na aeronave foram apreendidos 565 kg de cocaína, segundo a PF.

De acordo com as investigações, o avião possivelmente é clonado, uma vez que o verdadeiro teria sido inutilizado em operação da própria Polícia Ferderal na terra indígena Yanomami em maio de 2023. O piloto era habilitado desde 2021, foi preso em flagrante por tráfico internacional de drogas e encaminhado à Delegacia de Polícia Federal em Marília (SP).