Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 26 de Fevereiro de 2021

Policial

Bebê que engoliu pedra de crack está na casa do avô

Médicos realizaram exames que comprovaram que ele, além de ter engolido a pedra, a mastigou

Correio do Estado

30 de Setembro de 2014 - 13:00

O Conselho Tutelar de Três Lagoas encaminhou o bebê de nove meses, que engoliu uma pedra de crack no último domingo (28), para a casa do avô materno, após receber alta do Hospital Auxiliadora na manhã desta terça-feira (30). Médicos realizaram exames que comprovaram que ele, além de ter engolido a pedra, a mastigou.

De acordo com Davis Martinelli, coordenador do Conselho, a medida foi tomada porque a mãe da criança passou uma nova versão sobre o ocorrido e levantou ainda mais as suspeitas de que pode ser usuária de drogas. “Anteriormente, ela falou que recebeu a visita de um casal de amigos que usou crack no banheiro, agora já fala que foi o irmão dela”, disse.

Desde segunda-feira, o Conselho Tutelar passou a receber inúmeras denúncias anônimas que dão conta de que a jovem faz uso de crack, outro agravante que resultou com a retirada temporária do seu filho, até que as investigações sejam concluídas.

O caso foi encaminhado à 3ª Delegacia de Polícia Civil onde será instaurado um inquérito. Ela poderá responder criminalmente por negligência. O pai do bebê está preso.