Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Policial

Briga por ponto de pesca acaba com 2 mortos em Miranda

A discussão aconteceu embaixo da ponte do Rio Miranda, que dá acesso a Bodoquena, descambando para a agressão física

Correio do Estado

26 de Agosto de 2013 - 14:00

Em Miranda, briga por causa de um ponto de pesca causou duas mortes e deixou um ferido no fim da tarde de sábado (24) em um areeiro. As vítimas, identificadas como Wescley Duarte, 29 anos, e Márcio Leon, 34, eram moradores de Campo Grande e foram mortas a tiros.

Conforme informações da Polícia Militar de Amambai, tudo começou após Wescley desentender-se com o pescador José Aparecido dos Santos, o Cidinho, por estar pescando junto com amigos às margens do rio, em local que ficaria em uma propriedade particular cuidada por Cidinho.

A discussão aconteceu embaixo da ponte do Rio Miranda, que dá acesso a Bodoquena, descambando para a agressão física. Conforme boletim de ocorrência da PM, o pescador desferiu um soco no rosto de Wescley e em seguida fugiu de moto, mas foi perseguido pela vítima, no carro de Márcio Leon, seu filho de 13 anos e Osvaldo Paredes, até uma propriedade onde fica um areeiro, distante aproximadamente 1.000 metros da ponte.

No local, Cidinho foi cercado e passou a ser agredido com socos e chutes, até que seu irmão, identificado apenas como “Preto”, chegou ao local armado e por trás dos agressores, efetuando vários disparos, que atingiram os três adultos (o adolescente conseguiu escapar, ao sair correndo do local).

Márcio morreu na hora e Wescley ainda foi socorrido com sinais vitais, mas morreu na ambulância, a caminho do hospital de Miranda. Osvaldo Paredes foi encaminhado para a Santa Casa de Campo Grande e até ontem não havia notícia de seu estado de saúde.

Após os disparos, o irmão do pescador fugiu do local, mas ontem um advogado dele entrou em contato com a Delegacia de Polícia Civil de Miranda, informando que seu cliente vai se apresentar à polícia. A arma utilizada nos crimes ainda não foi localizada. Os corpos das vítimas foram encaminhados ontem para a Capital sul-mato-grossense.