Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 25 de Maio de 2022

Policial

Caminhão é apreendido e multado em R$ 47,7 mil em multas

A PMA autuou cada um dos três infratores, residentes em Bodoquena em R$ 15.900,00, perfazendo R$ 47.700,00.

Assessoria PMA

27 de Novembro de 2015 - 09:13

Policiais Militares Ambientais de Miranda apreenderam um caminhão carregado de madeira ilegal, retirada em reserva indígena. O fato ocorreu durante fiscalização ontem (26), no município de Bodoquena, na estrada do Distrito de Morraria, quando os policiais abordaram um veículo Fiat Uno, no qual estava somente o condutor que ficou muito nervoso. Em seguida um caminhão Mercedes Benz, que transportava madeira ilegal, onde estavam duas pessoas foi abordado.

O condutor do veículo Fiat Uno afirmou que estava como “batedor” da carga e teria comprado a madeira protegida por lei da espécie “aroeira” e também madeira da espécie “ipê”, em uma fazenda da reserva indígena Kadiwéu, de um indígena, o qual estava no caminhão junto com o motorista e não possuía autorização do órgão ambiental. Foram apreendidos os dois veículos, 50 postes de madeira da espécie aroeira e 200 pranchas de madeira da espécie ipê.

A PMA autuou cada um dos três infratores, residentes em Bodoquena em R$ 15.900,00, perfazendo R$ 47.700,00. Os autuados foram encaminhados, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Bodoquena e responderão por crime ambiental. Se condenados, poderão pegar pena de um a dois anos de reclusão. A pena é agravada devido ao corte proibido da aroeira.

A portaria 83N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.