Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Policial

Delegada atende advogado e vai pedir prisão de professor

Diante das informações a denunciante teria entrado em contato com a mãe do professor, que afirmou que o filho estaria de mudança para Riberão Preto-SP

Dourados Agora

17 de Março de 2011 - 08:30

A delegada Franciele Candotti Santana, titular da Delegacia da Mulher, de Dourados, deve representar pela prisão de um professor que está sendo acusado pela ex-mulher de fazer e armazenando vídeos contendo imagens de garotas menores de idade, nuas, algumas delas alunas, de uma escola, onde o acusado leciona.

A informação partiu do advogado da denunciante Isaac Duarte de Barros Júnior. O professor foi denunciado pela ex-esposa, uma médica veterinária, de 27 anos, que compareceu na delegacia no último dia 14 para registrar o Boletim de Ocorrência.

Na tarde de ontem, a mulher compareceu na Delegacia da Mulher, acompanhada de seu advogado Isaac Duarte de Barros Júnior, onde denunciou que vem sendo vítima de ameaças, por parte do professor e de membros da família dele.

Em depoimento, a denunciante disse que um pastor, que estaria abrigando o acusado, teria procurado-a para dizer que ele está pretendendo matá-la e fugir para uma cidade do interior de São Paulo.

Diante das informações a denunciante teria entrado em contato com a mãe do professor, que afirmou que o filho estaria de mudança para Riberão Preto-SP. A ex-sogra teria ainda ameaçado tirar o filho do casal que mora com ela.

A jovem disse à delegada que seu patrão informou que uma de suas funcionárias teria visto o professor passar em frente do estabelecimento em uma motocicleta marca Honda, modelo C100 Biz. O advogado ressaltou que diante das informações de sua cliente, a delegada afirmou que iria pedir a prisão do professor.