Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Policial

Depois da tentativa de fuga e quebra-quebra, Garras faz pente fino em celas da delegacia

Até que as celas sejam reformadas, os 20 presos ficarão amontoados nas três celas remanescentes, com capacidade para abrigar 12 detentos

Flávio Paes/Região News

08 de Outubro de 2013 - 16:34

Policiais do GARRAS (Grupo Armado de Resgate a Repressão  a Assaltos e Sequestros) unidade de elite da Polícia Civil estiveram em Sidrolândia na manhã desta terça-feira fazendo uma operação pente fino nas celas da delegacia. Ontem à noite seis detentos, quando tentavam fugir,  promoveram quebra-quebra em três celas  que tiveram de ser interditadas diante dos estragos.     

Até que as celas sejam reformadas, os 20 presos ficarão amontoados nas três celas remanescentes, com capacidade para abrigar 12 detentos. Esta foi à segunda tentativa de fuga registrada em pouco mais de um mês na delegacia onde no período noturno só fica um plantonista policial.

No último dia 01 de setembro cinco presos (dois suspeitos de homicídio e um quinto, acusado de roubo), estavam saindo pela porta da frente, depois que conseguiram estourar os cadeados. Só não escaparam porque o agente de plantão pediu ajudar da Polícia Militar. 

Desta vez os seis presos que tentaram fugir foram surpreendidos quando escavam a parede da cela onde estavam. De acordo com o policial plantonista, após ouvir barulhos duas vezes, ele acionou apoio da Polícia Militar e constatou danos nas celas.

Luciano Soares de Carvalho, 36 anos, Mário de Souza Machado, 25 anos, Robson de Oliveira Fernandes, 30 anos, Vilson Novaes da Silva, 20 anos, Pedro Martinez Filho, 19 anos e Rodrigo Pereira Dias, 21 anos, todos com extensa ficha criminal, sendo os dois primeiros autores de homicídio, preparavam-se para escapar.