Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Policial

Dupla sertaneja presa em SP por roubos em joalherias também atuava em MS

Terra

13 de Maio de 2011 - 10:34

A dupla sertaneja Dudu di Valença e Rodrigo foi presa em flagrante nesta semana, no interior de São Paulo, acusados de furtar joalherias de ao menos oito cidades do Estado. Após a prisão, as investigações apontam que a dupla fez vítimas também em Campo Grande e em pelos outros quatro Estados.

De acordo com o chefe de investigação da Polícia Civil de Ibitinga, Marcos Roberto Vasconcelos, em apenas dois dias mais de 50 pessoas em diversos Estados reconheceram os cantores como sendo autores de furtos em seus estabelecimentos.

"Eles já foram identificados por vítimas em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná", afirmou o chefe. Segundo o delegado Carlos Roberto Ocon de Oliveira, responsável pela prisão dos irmãos Altair Leles Parreiro (Rodrigo) e Altemir Cândido Parreiro (Dudu di Valença), o telefone da delegacia não para de tocar à medida que a notícia se espalha pelo Brasil. “Estão pipocando vítimas por todos os cantos", disse.

O advogado dos sertanejos, David Zanelato, entrou hoje com um pedido de habeas-corpus no Fórum de Araraquara (SP). Apesar dele insistir que os irmãos têm bons antecedentes, a Polícia Civil de Ibitinga divulgou que Altemir Cândido Parreiro (Dudu di Valença) foi condenado a cinco anos de prisão em 1999 por estelionato.

Dupla - A Polícia Civil afirma que a dupla agia havia algum tempo em diversas cidades do interior, tendo sempre joalherias como alvo. Os trajes e aparência dos irmãos não levantavam suspeitas. A ação era sempre a mesma, vestidos com roupas caras e de marcas, um dos músicos distraía o vendedor e realizava o furto, enquanto o outro aguardava com o carro ligado do lado de fora.

A polícia suspeita que a venda das joias furtadas sustentasse a carreira da dupla, muito conhecida no Estado de Goiás.

A dupla sertaneja foi formada no início dos anos 1990 e essa é sua segunda formação. Dudu di Valença está desde o início e Altair Leles Parreiro, o atual Rodrigo, passou a cantar com irmão há pouco mais de dois anos.