Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 19 de Janeiro de 2022

Policial

Ex-agentes são detidos depois de bate-boca com juíza

Ao saírem da sede da Justiça Federal, os dois foram interceptados por policiais federais e levados até a Superintendência da PF.

Dourados News

12 de Maio de 2011 - 15:23

Ex-agentes são detidos depois de coletiva que virou bate-boca com juiza
Dois agentes penitenciários federais demitidos na sexta-feira passada foram detidos na manhã de hoje depois de entrevista coletiva que virou uma “guerra” na sede da Justiça Federal, no Parque dos Poderes.

Yuri Matos, ex-presidente do Sindicato dos Agentes Federais em Mato Grosso do Sul e o também exonerado Valdemir Albuquerque protagonizaram ao lado da corregedora do TRF (Tribunal Regional Federal), Suzana Camargo, bate-boca com acusações e defesas ao juiz federal Odilon de Oliveira.

O magistrado foi o ponto central da coletiva à imprensa convocada para está quinta-feira, depois de denúncias de que Odilon teria favorecido o traficante Juan Carlos Abadia, para extradição aos Estados Unidos e também seria o responsável por escutas clandestinas no Presídio Federal de Campo Grande.

No entanto, além dos jornalistas, os 4 ex-servidores federais demitidos pelo Ministério da Justiça também compareceram à reunião e não controlaram a indignação diante de elogios rasgados a Odilon.

Ao saírem da sede da Justiça Federal, os dois foram interceptados por policiais federais e levados até a Superintendência da PF.

Horas antes, a corregedora começou a conversa com os jornalistas classificando as denúncias contra Odilon de “levianas e vazias”.

“Esse magistrado é daqueles, não só com vocação, mas que fazem da magistratura a sua vida”, comentou a corregedora e também juíza.

Segundo ela, “além de receber ameaças contra ele e familiares, também está em curso uma tentativa de questionar a conduta, a moral, como acontece na Itália e na Espanha”, citou a corregedora sobre suposto esquema criminoso para abalar a credibilidade de Odilon.