Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 29 de Janeiro de 2022

Policial

Familiares desconhecem motivos que levaram a assassinato de empresário

Campo Grande News

29 de Abril de 2011 - 13:23

Jacinta e Laércio Padoin, mulher e filho do empresário Elzevir Padoin morto no último dia 26, prestaram depoimento no 1º Distrito Policial de Dourados na tarde de ontem (28).

De acordo com o delegado que investiga o caso, João Alves Queiróz, os familiares negaram saber de algum fato que possa ter motivado o crime. “Eles disseram desconhecer qualquer ameaça que a vítima tenha sofrido. Eles relataram que a vítima não tinha dívida, não tinha inimigos”, informou o delgado.

Segundo o delegado, as informações repassadas por mãe e filho não colaborou muito com as investigações. “Eles contaram mais o que aconteceu no dia do crime”, disse João Alves Queiróz que pretende ouvir outros familiares da vítima.

O delegado afirmou que ainda é prematuro ligar esse crime com outros fatos que o empresário tinha envolvimento. “As investigações são estão no começo. Não vou fazer conexão com outro fato”, ressaltou.

Elzevir Padoin era réu no processo do caso conhecido como “Campina Verde”, nome dado pela Policia Federal à operação desencadeada em 2005 em alusão ao nome da cerealista acusada de encabeçar um esquema de sonegação de impostos.

O empresário foi morto por volta das 18 horas da última terça-feira, quando chegava em casa localizada na Rua Olinda Pires de Almeida, próximo a Rua Hayel Bon Faker , bairro BMH 3º Plano, região nobre de Dourados. Ele estava saindo do veículo Toyota Corolla, HTH 1818, e foi atingido por seis disparos, sendo que dois atingiram a cabeça de Elzevir, que morreu no local.