Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 26 de Maio de 2022

Policial

Imagens são avaliadas para identificar envolvido em morte em perseguição

Segundo a autoridade policial, ainda não está estabelecido se o envolvido no caso será responsabilizado pela morte de Pablo

Correio do Estado

14 de Outubro de 2015 - 10:45

Imagens de monitoramento de segurança, de estabelecimentos comerciais, são avaliadas nesta quarta-feira (14) pela polícia a fim de tentar identificar o veículo e, consequentemente, o condutor que atropelou e matou Pablo Alves Nogueira, 22 anos, depois fugiu sem prestar socorro.

A vítima fugia de abordagem policial quando invadiu a contramão e acabou causando o acidente, na manhã do dia 7 deste mês, na Avenida Guaicurus, em Campo Grande.

De acordo com informações do delegado Tiago Macedo, adjunto da 5ª Delegacia de Polícia, imagens capturadas em sistema de monitoramento são avaliadas hoje para tentar identificar o condutor do carro envolvido na colisão.

Segundo a autoridade policial, ainda não está estabelecido se o envolvido no caso será responsabilizado pela morte de Pablo. “Houve omissão de socorro? Sim, mas precisamos dos resultados de laudos, oitivas de testemunhas e a análise das imagens para definir os próximos rumos da investigação. O que sabemos, por enquanto, é que o Pablo invadiu a contramão na fuga. Precisa ser esclarecido se o motorista agiu involuntariamente. Ele poderá não ou ser indiciado pelo homicídio culposo no trânsito, além da omissão de socorro”, pontuou.

Ainda conforme o delegado, se identificado, o condutor será intimado a prestar depoimento.

O ACIDENTE

Pablo Alves Nogueira, 22 anos, pilotava uma Factor, que segundo a polícia, era roubada.

O acidente ocorreu depois que policiais militares demonstraram que iriam abordá-lo e ele fugiu dando início a uma perseguição. Ao invadir a Avenida Guaicurus na contramão, bateu, primeiramente, em um Biz e rolou na via até ser atropelado por um veículo, cujo motorista fugiu.

Pablo tinha histórico de envolvimento em crimes.

Na garupa dele, estava um adolescente de 16 anos, o qual, depois da colisão, tentou fugir a pé mas foi detido. Ele teve escoriações.