Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 29 de Janeiro de 2022

Policial

Menino de 10 anos flagrado com professor diz que faz programa por R$ 20

A criança contou ainda aos policiais que cobra por programa R$ 20, porém na noite de ontem só a irmã manteve relação sexual com professor.

Campo Grande News

28 de Maio de 2011 - 08:21

Em depoimento na 1º Delegacia da Polícia de Ponta Porã, o menino indígena de 10 anos flagrado na noite de ontem (26) com um professor universitário, relatou que faz programa junto com a irmã, uma adolescente de 14 anos.

A criança contou ainda aos policiais que cobra por programa R$ 20, porém na noite de ontem só a irmã manteve relação sexual com professor.

Conforme a polícia, os irmãos, que são paraguaios, contaram que estavam próximo a um posto na MS-164, quando foram abordados pelo professor, que perguntou se eles faziam programa. Ao afirmarem que sim, os dois entraram no carro, um Fiat Uno da Secretaria de Estado de Produção, e foram até um local na região do Batalhão da Policia Militar.

Ainda de acordo com as vítimas, o professor levou a adolescente para um matagal, onde fez sexo com ela, enquanto que o garoto ficou esperando no carro.

Por volta das 22h50, policiais militares faziam rondas pelo município quando abordaram o Fiat Uno estacionado em local suspeito. Conforme a polícia, o motorista tentou sair com o veículo ao perceber a aproximação policial, mas acabou interceptado.

Os irmãos estavam agachados no banco do passageiro a mando do professor, que em depoimento na delegacia, apresentou uma versão diferente a das vítimas. Ele disse que ficou com dó dos irmãos e resolveu dar uma carona.

O professor universitário de 52 anos tem filhos e é servidor público. Ele foi atuado pelos crimes de estupro de vulnerável e exploração sexual de criança e adolescente.

O delegado que investiga o caso tem 10 dias para concluir o inquérito.